Adeus, toxinas!

Ela tem o poder de limpar o organismo de substâncias indesejáveis, reestabelecer o equilíbrio natural, melhorar o funcionamento das funções corporais e tornar o metabolismo mais acelerado.


Já ouviu falar da Dieta Detox*, mas não sabe bem como ela funciona? A pedido de Dolce, a nutricionista funcional, Dra. Claudia Cristina Szego, esclareceu algumas dúvidas e preparou um ‘TOP 10 Detox’ com alimentos que fazem um bem danado ao nosso organismo.


Como acontece a intoxicação?
Ela se dá através de alimentos específicos que causam intolerância (como leite, glúten, soja, ovo e frutas cítricas) e a ingestão de corantes, conservantes, agrotóxicos, fertilizantes químicos, adoçantes, produtos industrializados, entre outros. Essas substâncias, chamadas xenobióticos, sobrecarregam as funções corporais, principalmente os órgãos como o fígado e intestino, responsáveis por eliminar a impurezas do corpo.

A dieta detox serve para perder peso?
Ela não tem esse objetivo, mas promove o emagrecimento como consequência, através da melhora de digestão e absorção, ativação da tireoide, redução da fome, adequação hormonal e diminuição da ingestão calórica.

Para quem é indicada?
Pessoas com alta ingestão de produtos industrializados, açúcares, gorduras, carne vermelha, xenobióticos e outros alimentos são candidatos a esse tipo de dieta.

Pode ser feita por quantos dias?
De quatro a oito semanas, e não pode passar disso, pois pode causar danos à saúde por ser muito restritiva. Durante o período e processo, ocorre uma enorme liberação de toxinas, que serão eliminadas pela urina, suor, fezes e até a pele; sendo assim, podem ocorrer desconfortos como náuseas, cansaço, baixa imunidade, acne, enxaqueca, entre outros. Muitas vezes o processo demanda repor vitaminas e minerais através de suplementos específicos. Após o período da dieta, deve-se adotar uma alimentação saudável, equilibrada e com todos os nutrientes necessários ao organismo.

Como funciona?
São eliminados: gordura saturada, hidrogenada e trans; açúcares em geral, excesso de sal, aditivos alimentares encontrados nos produtos industrializados (corantes, acidulantes, adoçantes, aromatizantes, conservantes etc), lactose, glúten, clara de ovo, embutidos (linguiça, salsicha e peito de peru), chocolate, cafeína, refrigerantes e bebidas alcoólicas. Os alimentos aliados serão, principalmente, os orgânicos, pois não contém agrotóxicos e toxinas. Além disso:

  1. Água: para potencializar a eliminação das toxinas; oito a 12 copos/dia;
  2. Arroz integral, quinua e aveia – fornecem fibras que melhoram o intestino e dão sensação de saciedade;
  3. Leguminosas, como o grão de bico e a lentilha – fornecem proteínas para construção e manutenção dos tecidos, ferro, vitaminas do complexo B, potássio e fibras.
  4. Peixes (que não sejam fritos) – eles são ricos em cálcio, fósforo, iodo, vitaminas A, B e D, ômega-3, e estão relacionados à melhora de processos inflamatórios e doenças cardíacas;
  5. Frutas, legumes e verduras – fontes de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes;
  6. Chás de ervas (boldo, dente de leão e alcachofra) – diminuem a retenção de líquidos, pois tem efeito diurético e ajudam o fígado;
  7. Cebola e alho: antioxidantes;
  8. Frutas vermelhas e roxas: suco de uva, cerejas, blueberry, cramberry – combatem o excesso de radical livre, são antioxidantes;
  9. Folhas verdes: ricas em cálcio e o magnésio. Estudos apontam que as folhas verdes podem neutralizar a formação de radicais livres que aumentam o risco de desenvolver câncer e aceleram o envelhecimento, além de terem ação detoxificante no fígado;
  10. Limão: rico em vitamina C (ajuda o fígado a desintoxicar as impurezas e melhorar o sistema imunológico) e um poderoso antioxidante.


Aprenda a fazer um poderoso Suco Detox:

– Suco de uma laranja;
– 1/2 maço de hortelã fresca;
– 1 folha de couve;
– Linhaça germinada (1 colher de sopa de linhaça para 1/2 copo de água, de molho por 4 a 8h, até virar um gel);
– Água para completar;
– Pedras de gelo.

Bater tudo no liquidificador.


*A decisão de fazer ou não a Dieta Detox deve ser tomada junto à um profissional habilitado a definir e acompanhar o plano (nutricionista e/ou médico). Não é recomendada para gestantes, lactantes, crianças, adolescentes e idosos.

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Cadastre-se

 

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi

Guia do bairro