Quarto infantil

O quarto que amadurece com seu filho: missão impossível? Talvez não...


Quem já decorou um quarto de bebê sabe que o custo não é proporcional ao tamanho do dono, muito pelo contrário!  Não seria maravilhoso se uma boa parte desse investimento durasse até seu filho ficar maiorzinho ou até mesmo adolescente?
Alguns truques podem tornar essa missão possível e até relativamente fácil. Podemos considerar que uma pintura de parede interna dura de quatro a seis anos. Então a parceria papel de parede mais cor na pintura é o primeiro truque.  Procure usar cores claras que são mais fáceis de trocar quando chegar a hora e abuse dos papéis de parede. O papel pode ser trocado de maneira fácil, sem sujeira nem cheiro. É rápido e existem papéis de diversos custos. Claro que os mais caros são mais resistentes.  Se você não quiser investir num papel de parede existe o recurso dos adesivos que junto com uma pintura criativa pode ter um efeito surpreendente.

 

Um truque fundamental é a escolha dos móveis.  Existe um sistema de berço mais mini cômoda que se transforma em cama com criado mudo.  Esse conjunto ainda pode incluir mais uma cama inferior (bicama) e/ou gavetões.  Os acabamentos mais versáteis são branco e madeira.  Enquanto a criança for pequena você pode “enfeitar” o berço e a cômoda com os protetores de tecido e quando virar cama pode acrescentar uma cabeceira mais séria e cobri-la com uma capa lúdica. Aí, quando o rebento estiver maior, tira-se a capa, e a cabeceira será nova tanto no sentido de manutenção quanto no que se refere à novidade.  Deixe as cores mais específicas para prateleiras, nichos fixos na parede, e até detalhes que possam ser substituídos com facilidade como quadros e puxadores dos armários e cômodas.

Cortinas e colchas são detalhes meio caros. A “cara” da cortina pode ser mudada usando um barrado que pode se substituido ao longo do tempo.  O acabamento superior também pode mudar acrescentando ou tirando fitas, cristais, babados e apliques, mas é mais prático manter a parte central que, sendo de boa qualidade, deve durar por várias fases.  As colchas não costumam durar tanto, então “solte a franga” e faça todas as loucuras que conseguir, pois após quatro anos no máximo, com as lavagens, ela deverá ser substituída por uma nova. Mas se você preferir também pode então usar um edredon com capa.  Fica bem mais fácil na hora de lavar e mais barato na hora de trocar.

Não se esqueça da iluminação, ela pode criar estrelinhas, pode ter o formato de um avião, ou ser um objeto moderno e arrojado que confere personalidade ao espaço.

Por último, o truque que vale ouro: customize!  Isto significa, conforme cada fase, acrescentar à decoração coisas que representem o seu usuário como, por exemplo: uma girafa na parede onde se marca a altura da criança, enfeites com o personagem preferido, apetrechos de esporte como raquetes de tenis, tacos de baisebol, skates, pranchas de surf, instrumentos musicais, camisetas autografadas, sapatilhas de ballet, medalhas, painel de desenhos ou fotos, enfim tudo aquilo que faz do seu filho, em qualquer idade, um ser único.

 Por Eliane Queiroz

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Cadastre-se

 

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi

Guia do bairro