Cidadão do Morumbi

Vida saudável de pai para filho

O esporte sempre fez parte da vida de Juliano Belletti, 38 anos. “Meu pai jogou por muitos anos como goleiro em times de São Paulo e do Paraná, e chegou a abrir uma escolinha.
Meus dois irmãos e eu treinávamos como goleiros, desde pequenos”, relembra o ex-jogador, com destaque no São Paulo Futebol Clube, Barcelona, Chelsea e também na Seleção Brasileira. “Sempre quis ser goleiro como meu pai, meu ídolo, minha referência. Mas, quando fui fazer um teste no Cruzeiro, de Belo Horizonte, clube em que meu irmão mais velho jogava, acabei mudando de posição. Ele dizia que eu era melhor goleiro do que ele e que poderia acabar complicando nossos futuros como jogadores de futebol”, brinca ele que acabou virando meia-esquerda, aos 15 anos.
 
Ex-jogador Belletti
 
...
 
Em 1998, Belletti sofreu uma grave lesão e chegou a ficar quase um ano fora dos campos. “Achei que não voltaria mais e pensei em desistir”, relembra. Mas, a força de vontade e o incentivo dos companheiros de time foram importantes para que Belletti seguisse em frente e superasse seus próprios limites. “Vi a importância que a equipe dava ao meu trabalho em campo e o quanto eu amava o que eu fazia”, conta o esportista que ganhou 22 títulos pelos times que jogou no Brasil e também na Europa. Hoje, mesmo fora dos campos há mais de três anos – parou por conta de uma inflamação crônica no tendão de Aquiles – e ao lado da esposa, Luana, conta que leva uma vida bem saudável e pratica atividades diariamente. “Dieta não é um plano de alimentação e sim um estilo de vida. Comemos de tudo, com disciplina, e ainda contribuímos para que nossos filhos tenham bons hábitos alimentares”, acrescenta.
 
Sempre quis ser goleiro como meu pai, meu ídolo, minha referência.”
 
Durante os 20 anos de carreira, Belletti morou em vários lugares. “Foram muitas mudanças: três países, nove cidades e muitas viagens, mas eu sempre amei isso”, conta ele que é pai de Dianlucca, Patrick e Joshua, e comentarista da SporTv.
 
Morador do Morumbi desde que encerrou a carreira, hoje Belletti dirige uma academia no bairro com o foco em treinos personalizados e com muitos exercícios que realizou durante os anos em que jogou. “As pessoas querem e precisam qualidade de vida”, finaliza.

 
O esporte sempre fez parte da vida de Juliano Belletti.
• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 

CARREIRA

1994 – Primeiro jogo na equipe profissional do Cruzeiro;
1995 – Convocado para a Seleção Brasileira, comandada pelo técnico Mário Zagallo;
1996 – Foi comprado pelo SPFC;
1999 – Foi emprestado ao Atlético Mineiro, onde ganhou o Campeonato Mineiro e a Bola de Prata da Revista Placar como melhor meia-direita do Campeonato Brasileiro;
2000  Em janeiro, Belletti voltou para o SPFC e  seis meses depois foi convocado por Vanderlei Luxemburgo para a Seleção Brasileira pela primeira vez como lateral.
2002 – Foi contratado pelo Villarreal, da Espanha, logo depois de ser campeão mundial.
2004 – Contratado pelo Barcelona. Em três temporadas no time catalão, conquistou títulos e tornou-se o herói da Liga dos Campeões, com o gol da vitória em Paris em 2006.
2007 – Transferido para o Chelsea, um dos herois da torcida, marcou gols importantes e um deles eleito o mais bonito da temporada. Atuando tanto no meio como de lateral, Belletti se tornou um Chelsea Legend.
2010 – Acertou com o Fluminense e conquistou o Campeonato Brasileiro.
2011 – Foi para o Ceará onde anuncia sua aposentadoria antes da estreia.

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 
 
 

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Veja também

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi

Últimas Lidas Sobre Cidadão do Morumbi