Matéria de capa

Um novo desafio? É com ela mesma

A exuberância de Gisleine Sclavi já se apresenta logo no primeiro contato pessoal. Alta, bonita e elegante, ela fala de uma forma tão tranquila e cordial que é necessário um bom tempo de conversa para entender os múltiplos papéis dessa executiva que, enquanto sócia da Corporação Aidernano S.A., está lançando um produto de alta tecnologia que será o futuro do mercado cosmético.

 

Gisleine Sclavi

Gisleine Sclavi é uma cidadã do mundo Morumbi.


 

“A nanocosmética é a mais recente prova de que a ciência está a favor da mulher. Vislumbramos um futuro sem a necessidade de intervenções cirúrgicas ou procedimentos estéticos invasivos, e acabamos de firmar uma importante aliança estratégica para que nossas nanopartículas atendam aos mercados verticais de cosméticos e dermocosméticos”, conta Gisleine, com a mesma naturalidade com que daria um conselho de beleza.
Aliás, não só conselhos de beleza mas também de inciativa pessoal soariam totalmente naturais vindos dessa moradora do Morumbi. Filha de um empresário bem-sucedido no ramo frigorífico, Gisleine relembra que o legado deixado pelo pai foi o de empreender e, principalmente, ter vontade de crescer. “Me formei em Filosofia e Letras, lecionei para o Ensino Médio e fui adjunta de direção. Em paralelo, era sócia-proprietária de uma empresa de roupas onde atuava nas áreas administrativa, financeira e de efetuação de relação cliente e mercado. Também trabalhei em banco. Me casei e passei a me desdobrar ainda mais, como dona de casa e mãe de duas filhas, hoje já adultas. Com as empresas da família eu tinha estabilidade e segurança, mas queria um novo desafio na minha carreira profissional. Foi quando fui convidada a fazer parte da Corporação Aidernano. Aceitei sem hesitar, encarando o desafio de trabalhar em um setor com tecnologia no estado-da-arte (nanotecnologia). Imagine aceitar um novo desafio, em um setor high-tech, em um momento de vida em que muitas mulheres querem desacelerar? Mas eu acredito que não há idade pra sonhar e hoje, aos 50 anos, ainda acredito nos meus sonhos. À frente da diretoria de Relações com o Mercado cuido dos canais indiretos de vendas, distribuição dos insumos nanotecnológicos, relacionamento com o cliente final, inteligência competitiva, neuromarketing, marketing digital e articulação com o mercado”, relata. Um enorme desafio, o que não é problema algum para ela, que ainda aconselha: “Se você está querendo tomar uma importante decisão e ainda não criou coragem para fazê-lo, não existe melhor ocasião do que em tempos de crise. Quebre o bloqueio mental e transforme o seu sonho e pensamentos em ação. Busque um propósito de vida e encontrará um lindo caminho”.

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Veja Também

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi

Últimas Lidas Sobre Cidadão do Morumbi