Cultura & Lazer

Na rota do amor

São tantos pontos da viagem que podem ser destacados que é até difícil saber por onde começar: a exuberância do mar azul-esverdeado, tão transparente como eu nunca havia visto; a areia branquinha e fina, os coqueiros que acompanham toda a praia, inclinados para o mesmo lado ao sabor do vento; um calor confortável; sol brilhando lindo durante uma semana inteira.

 

Fernanda Fernandes de Almeida Schmid e Phelipe Souza Schmid.

 

Os apaixonados,
Fernanda Fernandes de Almeida Schmid e
Phelipe Souza Schmid.

 

O que mais eu poderia querer para esta semana de lua-de-mel? Pegue sua Piña Colada que eu conto sobre esses dias maravilhosos!
A primeira coisa que chama atenção ao entrar no aeroporto de Punta Cana são os enormes ventiladores de teto. Quando eu digo enormes não é exagero, e eles são maiores do que você está imaginando neste momento.
Logo na chegada do hotel, recebemos as pulseiras de identificação que nos acompanharam por todos os lugares, e que guardo com bastante carinho como forma de recordação. Conforme nossa agente de viagens falou, elas são um pouco larguinhas, pois com a comida maravilhosa não tem como não ganhar uns quilinhos.
Acomodações pensadas para lua-de-mel: cama king size, jacuzzi e box com dois chuveiros. Duas pias, para ninguém disputar espaço!
Um lindo bar na piscina convida a aproveitar uma bebida sem sair da água. E em todos os lugares aonde íamos perguntavam se estávamos em lua-de-mel. Ao ouvirem o sim, sempre ofereciam uma Mamajuana (tradicional bebida local) para o “vigor” do marido.
Passeios não faltaram para animar a nossa semana. Visitamos as ilhas onde foram rodados “A Lagoa azul” e um dos filmes da saga “Piratas do Caribe”. Pudemos pegar  estrelas-do-mar em uma piscina natural em alto-mar e até fomos a uma balada dentro de uma caverna, onde comemoramos o aniversário do Phelipe, meu marido.
E por falar em aniversário, o hotel, muito atencioso, preparou uma decoração especial com um bolo de três andares feito de toalhas, uma graça!
Ao vir embora, peguei as malas pensando em quando voltarei lá! Por enquanto, ficam as lembranças na memória e uma foto que me faz companhia na mesa do trabalho. Ela me mostra um momento feliz, pois é isso o que realmente importa na nossa vida, a única coisa que temos para sempre conosco!                                              

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Veja Também

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi