Gastronomia

O hormônio ideal para cada fase

O uso de hormônios geram sempre muitas dúvidas. Nas mulheres sua utilização pode ser iniciada desde a primeira menstruação na forma de contraceptivos, podendo ser usados durante toda a sua vida fértil, sem comprometer a vida reprodutiva.

Existem diferentes combinações e doses de hormônios e o ideal é, sempre que possível, baixas doses para diminuir possíveis efeitos colaterais, tais como alterações vasculares, dores de cabeça e retenção de líquidos. E a indicação de cada tipo de hormônio depende do tipo de pele, do ciclo menstrual, dos sintomas e se há algum tipo de contraindicação. Existem diversas vias de utilização, como: pílulas orais, injeções intramusculares, adesivos, anéis vaginais, implantes subcutâneos e DIUs (dispositivos intrauterinos). Com essa grande diversidade de métodos, sempre há algum que se encaixe para cada tipo de mulher. Após a entrada na menopausa os hormônios são utilizados como terapia de reposição hormonal. O mais interessante é que, comparativamente, eles têm doses muito menores que a dos contraceptivos, portanto o medo deles é desnecessário. A boa indicação é para as mulheres com sintomas de menopausa como calores, insônia, depressão, baixa da libido, ressecamento vaginal etc. O uso deve ser em baixas doses, por períodos limitados e mantendo sempre os exames em dia. Em mulheres sem contraindicações o uso é benéfico e ajuda nesta fase tão difícil que é a transição menopausal.

 

Dra. Daniela Alves da Cruz Gouveia – Mestre em Ginecologia pela Santa Casa de São Paulo

Clínica Vivid
Rua Dep. João Sussumu Hirata, 180
Tel.: 3502-6200
www.vivid.med.br

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Veja Também

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi