Gastronomia

O que fazer quando o bebê chora na hora do banho?

Dar banho no bebê recém-nascido não é tarefa fácil, principalmente para os pais de primeira viagem. A insegurança vem das duas partes, tanto dos pais, que se preocupam com a fragilidade do bebê, como do próprio recém-nascido, que está em um ambiente diferente do que estava acostumado.

Segundo Christine Bruder, psicóloga, psicanalista e fundadora do Primetime Child Development, Centro de Desenvolvimento para bebês de 0 a 3 anos “O maior desafio dos pais é contornar o medo dos próprios bebês durante o banho, que podem ficar agitados ou tencionar o corpinho, tornando esta experiência pouco relaxante para todos os envolvidos”, conta.

 

Na opinião da profissional, alguns bebês se sentem inseguros sem o acolhimento das roupas e imersos na água, além disso, a maioria deles capta a hesitação dos pais pela forma como são tocados e segurados, reagindo em sintonia com eles. Por isso, a forma correta de banhar um bebê é aquela que é segura e confortável, física e emocionalmente para a criança. “O banho é o momento ideal para o adulto demonstrar seu amor pelo bebê, tocando-o com delicadeza, mantendo contato visual e falando com ele sobre o que estão fazendo e quais partes do corpo do bebê que vão ser banhadas a seguir”, relata.

 

Uma vez tensos, os bebês tendem a ficar agitados e tencionar o corpo, deixando o momento mais estressante para todos. Por isso, é importante que os pais mantenham a calma, pois, vendo a reação dos adultos, a criança, aos poucos, começará a relaxar também. “Com o tempo o bebê vai entendo o que se passa, prevendo os movimentos do adulto e colaborando: entregando o pezinho para ser ensaboado, inclinando a cabeça para enxaguá-la, etc. Aos pais, cabe ouvir e responder de acordo com seu bebê, já que não são todos iguais nem reagem da mesma maneira”.

 

No banho, a criança dá algumas dicas para os pais. Por exemplo, se o bebê fica relaxado e brinca com a água, o banho pode demorar um pouco mais; se ele fica agitado, o ambiente pode ter iluminação e tom de voz mais suaves e o banho ser mais rápido ou se o bebê não aprecia ficar pelado, pode ser embrulhado em um tecido de fralda antes de ser colocado na água. “Se ele demonstrar ter medo de água, o banho pode ser dado com mínimo de agua na banheira e assim por diante. A mãe ou pai deve perceber estes sinais importantes do bebê”, conta a psicóloga.

 

No Primetime, são lecionados cursos de primeiros cuidados com a criança, de um ponto de vista sensível e humanista.

 

Primetime Child Development – R. José Gonçalves - Vila Andrade Tel.: 3739-4621

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Veja Também

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi