Saúde

Saiba como escolher a melhor escola para seu filho

Escolher a melhor escola para o filho não é uma tarefa fácil. Cada pai analisa um quesito na hora da matrícula. Mas, quais os itens que devem ser analisados nesse momento? 


Para saber mais e ajudar aos pais, fomos conversar com a psicóloga Michelle Fiuza da Silva que nos passou algumas dicas. Confira!


O que os pais devem levar em consideração antes de matricular os filhos em uma escola?
Michelle – Existem alguns pontos importantes no momento da escolha, mas o fundamental é saber se o projeto pedagógico da escola se aproxima dos valores da família. Se a visão de mundo dos pais forem de forma mais tradicional, a escolha por uma escola mais liberal, por exemplo, poderá trazer alguns conflitos.
 
Desde a primeira escola (berçário/educação infantil) é necessário olhar o método de alfabetização lá na frente?
Michelle – Depende. Se for uma escola que tenha continuidade, sim. O importante é sempre levar em consideração o objetivo dos pais.
 
A localização e o preço são itens que devem ser prioritários na escolha?
Michelle – Sim, se levarmos em conta que a escola é um investimento de longo prazo e que há demanda de tempo e investimento financeiro. O importante é que a localização seja acessível e que caiba no orçamento familiar, principalmente nas famílias em que há mais de um filho. Dessa forma evita mudanças desconfortáveis no futuro, como por exemplo, a troca da escola quando o aluno já está adaptado aos amigos, aos professores e ao método de ensino.

Curso de outros idiomas devem pesar na hora da escolha?
Michelle – Hoje em dia, sim! Mas não é prioridade para todas as famílias. Essa escolha gira em torno do objetivo de cada família.
 

E você, o que faz você gostar da escola do seu filho?

Fomo saber dos pais o que eles mais apreciam na instituição de ensino onde matricularam os filhos.
 
• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 

O que mais gosto no colégio é que são muito acolhedores com o meu filho e com cada criança e adolescente que estuda lá. Sempre tem uma novidade, uma palavra de incentivo, um jeito novo de ensinar.
Cynthia Wood Passianotto - Colégio Ítaca

Gosto da escola porque que os espaços são bem abertos, você passa e vai vendo as salas de aula, os banheiros, o parquinho. As professoras, as donas e os funcionários sabem os nomes das crianças. E o que me agrada muito é que a Catarina faz as refeições lá, com sucos naturais, cestas de fruta no refeitório.
Mônica Rocha - Colégio Ápice

A equipe toda conhece os alunos pelo nome, é incrível! Gosto muito do Programa Líder em Mim que aumenta a confiança e a autoestima dos alunos através dos 7 Hábitos.
Aline Keiko - Colégio Anglo Morumbi

A equipe toda conhece os alunos pelo nome, é incrível! Gosto muito do Programa Líder em Mim que aumenta a confiança e a autoestima dos alunos através dos 7 Hábitos. Aline Keiko - Colégio Anglo MorumbiO que faz com que eu goste da escola do meu filho é que todos os funcionários sabem o nome dele, todos são carinhosos e atenciosos com todas as crianças, ele acorda feliz para ir para a escola e vai chamando pela professora.
Claudia Noçais - Escola Hábitat

A escola do meu filho respeita a criança em sua individualidade, respeita a infância, acolhe e trabalha a auto-estima dos pequeninos. A Equilíbrio me fez acreditar novamente na educação infantil.
Maria Camila Cerqueira Leite - Escola Equilíbrio

O Yuri, de 2 anos, é feliz e lá e posso deixá-lo totalmente despreocupada
Karina Olszanski Basques -  Integration School 

O que me faz amar o colégio é algo que ensino em casa e que é reforçado na escola: eles auxiliam para que o aluno perceba o outro. Não só por participarem de projetos que visam dar assistência aos mais necessitados, mas por trabalharem de forma cooperativa.
Luciana Alves – Colégio Porto Seguro (Unidade Morumbi)

O que mais gosto da escola da minha filha é o envolvimento dela e o amor que ela tem pela escola, amigos e professores.
Maíra Richter – Colégio Saint-Exupéry

Adoro a forma como eles estimulam a solução de conflitos entre as crianças e a valorização da cultura brasileira. Meus dois filhos estudam lá!
Vanessa Fiore Ayres – Escola da Vila

Foi na escola que ele aprendeu a comer direitinho, pois almoça lá, e a falar outro idioma!! Eles têm um cuidado mais que especial com as crianças e eu sinto que lá ele não é um numero!
Carolinne Junqueira - Scula italiana Eugenio Montale

Depositei toda minha confiança na escola quando ouvi da dona que, independente da criança, a escola é quem deve se adaptar ao aluno. Ele foi muito feliz nesta pré-escola e hoje segue em outra, que pertence à mesma dona, pelos mesmos motivos! Acredito que uma postura como esta, não tem preço.  
Hélène Péricaud – Escola Aconchego/ Colégio Pollux

A direção é acessível aos alunos. Minha filha, de 15 anos, conseguiu fazer com que a cantina vendesse frutas, depois de uma pesquisa que ela mesma fez entre os alunos. E as salas de aula com poucos alunos também acho bem interessante, por que os professores dão mais atenção a cada jovem.
Priscila Spät – Colégio Vitoriano

Gosto da filosofia da escola que é educar pela paz e pelo bem, ou seja, eles ensinam as crianças a respeitarem o próximo, a natureza, os animais. E incentivam muito a participação da família na escola. Os professores são ótimos, a estrutura excelente, e a pratica de esportes é bem incentivada.
Fabiana Bianchini Durello – Colégio Pio XII

Na escola dos meus filhos, a criança pode querer ser um gênio da tecnologia (tem laboratório de robótica) ou artista (a Giulia faz aula de canto há três anos e já fala em estudar musica fora). Acho que gosto da oferta multidisciplinar, além do lado religioso na primeira infância.
Maria Aparecida Albuquerque – Colégio Santo Américo

O que mais me faz gostar da escola dos meus filhos é que sinto que lá é uma grande família. Todos tratam meus filhos pelo nome, sabem da história deles, é como se todos fossem da nossa família
Luciana Moreira Caldas – Colégio Saint-Exupéry

A forma individualizada de acompanhar os alunos é um diferencial da escola, além do excelente gerenciamento de conflitos (quando ocorre) e a forma de esnino. Minha filha sofreu bulling em outra escola e a instituição não soube ligar com o caso. Agora ela está feliz!
Gisela Heizenreder Cury – Escola da Vila

Uma escola muito ligada em artes e tem uma filosofia da qual gostamos muito. Minha filha, na época com 4 anos, já sabia quem era Picasso e hoje, adolescente, ama artes.
Norma Franco Machado – Colégio Porto Seguro

Em primeiro lugar, o que me faz gostar da escola da minha filha é o carinho e a atenção da equipe que trabalha lá. Depois a deliciosa surpresa de perceber o quanto ela gosta de pintura, música, e literatura.
Sandra Eng – Escola Copo de Leite

Gosto da escola da minha filha porque eles ouvem críticas e sugestões numa boa e se empenham em fazer melhorias.
Fabiana Gurniak Asaf – Escola Patway

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • 

Comentários (1)

500 caracteres restantes

Cancel or

  • Roselâine
    Parabéns pela matéria! Muito acertiva a dica da psicóloga Michelle ao falar sobre a escolha da escola e valores da família. O que é bom ou essencial para um pode não ser para o outro!

Veja Também

REVISTA DOLCE

Edições anteriores

Veja as edições anteriores da revista Dolce Morumbi