Festa em São Paulo promove o lançamento do ClickTube

A mais nova plataforma da web traz jornalistas, artistas e personalidades que estão migrando conteúdo da TV para a internet.

Foi uma festa em que a união e a alegria de reencontros prevaleceu. Parceiros profissionais em outras mídias estiveram juntos mais uma vez agora para celebrar um novo modelo de comunicação na web. O evento recebeu alguns nomes consagrados na história do jornalismo de TV, como Marcos Hummel, da Record, Luis Ernesto Lacombe, da Band, Mauro Tagliaferri, Rede TV e Kiria Meurer, TV Globo. 

Eles se juntaram a outros profissionais que já migraram conteúdo da TV para web e produzem canais para o ClickTube como Alinne Prado, Simone Soares, Mariana Kotscho, Cristina Maia, Ana Luiza Real, entre outros.

Uma nova etapa da comunicação digital

A chegada do ClickTube ao mercado da comunicação digital traz inovação e modernidade, tanto na forma de produzir conteúdo quanto na comercialização dos canais de Youtube agregados à plataforma – que reúne jornalistas, artistas e personalidades que estão fazendo a migração da TV para a web. No ClickTube estão alguns dos nomes que marcaram a história recente da TV brasileira como os apresentadores Cris Dias, Cristina Maia, Luciana Ávila, Ricardo Lessa e Guto Abranches. Além de jornalistas consagrados em outras mídias como Ricardo Kotscho, Ricardo Carvalho e Cris Padiglione.

Há também aqueles profissionais que conciliam a atuação na mídia tradicional com os investimentos em novas mídias, como é o caso de Claudia Tenório, que comanda um programa de sucesso na Rede Vida. A diversidade e abrangência dos temas chama a atenção no conteúdo do ClickTube, com canais falando da causa das mulheres (Mari Mulher, com Mariana Kotscho); dos negros (Na Cacholla, com Alinne Prado) e de sustentabilidade (Causa justa, com Luíza Sarmento). A utilidade é outra marca da plataforma e aparece em canais como casa em Verso e Prosa (Cristina Maia); Life Stylle (Silvia Lourenço) e Vai Aninha! (Ana Luíza Real).

No entretenimento, a atriz Thânia Kalill fala sobre comportamento e vida em família. O cantor Jair de Oliveira traz muita música e diversão para a plataforma. 14 canais são produzidos por conteudistas que vivem fora do Brasil. Eles relatam histórias de brasileiros que vivem no exterior e contam curiosidades sobre os lugares onde moram.

Na festa de lançamento, realizada na noite de 16 de setembro, os profissionais que montaram canais no Youtube e agregaram seus conteúdos à plataforma digital, tiveram a oportunidade de se comunicar diretamente com os mais importantes nomes dos mercados publicitário e corporativo.

A Revista Dolce acompanhou a festa, e deseja todo o sucesso para o clickTube, iniciativa pioneira criada por talentosos moradores do morumbi!

Dobrando a meta

Sula Sleiman e Lucia Souza anunciaram parceria da Sussumu em Ação com o Grupo Asas Solidárias

Era comecinho de outubro quando o grupo Asas Solidárias lançou o desafio de arrecadar 1000 lenços para serem doados ao instituto Amor Rosa, que os distribui a pacientes em tratamento contra o câncer de mama. A campanha “Asas a 1000” foi tomando corpo e envolvendo a participação de muitos voluntários, além de vários estabelecimentos comerciais que se prontificaram a ser pontos de arrecadação. Os dias foram passando até que veio a ideia de fazer a contagem dos lenços durante a festa de 1 ano de criação do grupo, marcada para a noite de 30 de outubro no restaurante Lia.

A casa ficou cheia para assistir à contagem. Ao atingir 1000 lenços houve a primeira manifestação de alegria, que chegou ao auge ao ser contabilizado o último dos impressionantes 2217 lenços arrecadados! A emoção deu o tom da noite, com as declarações das pessoas envolvidas na ação, a parceria anunciada pela Associação Sussumu em Ação, a oração em grupo, o repartir do grande bolo de aniversário e um brinde coletivo para fechar os trabalhos dessa belíssima ação.

FOTOS: FÁTIMA ORSI

Dúvidas que estão sempre na cabeça das mulheres

1

"Banho de óleo, hidratação, selagem térmica, plastica dos fios ou cauterização - qual o melhor tratamento para fazer depois de fazer luzes?"

A primeira coisa que a ficar atenta é que selagem térmica e plástica dos fios, é como uma maquiagem, vai tratar o aspecto externo do fio, não recomendo, assim como produtos a base de óleo, pois todos irão impermeabilizar os cabelos dificultando a penetração da hidratação que os fios real- mente precisam. Dentro destas três hipóteses , eu prefiro a cauterização, porque vai tratar profundamente o cabelo, mas atenção, se seu cabelo ficou elástico, não é recomendado fazer cauterização quente, e sim a frio, pois o calor do secador e da chapinha pode estragar ainda mais os fios.
Costumo fazer nas minhas clientes um tratamento pré-químico e pós-químico quando faço luzes, isso fortalece os cabelos para que não estrague tanto quando fizer as luzes e em seguida fazemos uma nutrição para devolver maciez e brilho.

RAMON SOUSA
Consultor de Beleza

2

“Faço coloração todo mês porque minha raiz cresce demais, e meu cabeleireiro me recomendou usar shampoo anti-resíduos dia sim, dia não, mas desde que comecei a fazer isso a cor tem durado menos e eu tenho que retocar com mais frequência, tem algo a ver com o shampoo?”

Sim, tem tudo a ver. Se você usa muitos produtos diferentes (pomada, leave-in, gel, sérum), uma vez por semana é mais do que suficiente. Porém, se tem tintura, deixe para passar quinzenal- mente, pois ele acaba removendo os pigmentos de cor também. Tente intercalar com shampoo específico para cabelos coloridos, ele vai ajudar a manter os pigmentos.

3

“Usar a chapinha todos os dias estraga mesmo o cabelo?”

A chapinha pode provocar uma lesão irreversível no bulbo capilar (fábrica do fio). Esse dano ocorre por meio do ato de puxar o cabelo e pela alta temperatura da máquina. Quando passa a chapa quente e pressiona o cabelo, você permite a abertura da camada mais superficial do fio, chamada de cutícula, que é semelhante à escama do peixe. Essas camadas abrem, dificultando o ato de pentear e aumentando o frizz. Por esse motivo, aconselho a evitar a chapinha, ou ao menos reduzir o máximo que puder o uso, e se usar não esqueça do protetor térmico.

FALE COM O RAMON

Mande seu WhatsApp no 11 98634 9123 e tire sua dúvida. Siga o portfólio no instagram @sousaramon

Muitos doces e travessuras na Sussumu!

Na noite de 31 de outubro, a Sussumu literalmente parou para festejar o Halloween, em uma linda ação promovida pela associação Sussumu em Ação! Centenas de pessoas entraram no espírito da brincadeira e percorreram a rua em busca de doces, guiados por um mapa que mostrava os estabelecimentos participantes. Produção caprichada e um altíssimo astral marcaram o evento!

fotos: Danielle Liz

O desafio de equilibrar

ESPECIAL

EDUCAÇÃO

O mundo exige que o aluno desenvolva competências e habilidades ao longo da vida escolar como por exemplo pensamento crítico, criatividade, comunicação e ética e, a escola tem o desafio de equilibrar aprendizado, inovação, humanização das relações, tecnologia e resultados.

O colégio Anglo Morumbi tem como meta preparar o aluno para viver a vida hoje e isso se faz todos os dias, com uma escola vibrante, atual e envolvente. O colégio oferece o preparo necessário para os desafios da vida, pauta sua proposta pedagógica em três pilares: acadêmico, socioemocional e inovação. Reúne o que há de melhor para que os alunos alcancem suas metas e desenvolvam as suas potencialidades. Conta com professores especialistas e infraestrutura adaptada para cada idade.

A metodologia Aula dada, Aula estudada é incorporada à rotina do aluno e ganha destaque na seleção e aprofundamento dos conteúdos.

O mundo exige, no Anglo Morumbi acontece.

Colégio Anglo Morumbi / Rua Diogo Pereira, 324 / Telefone: (11) 3740-1000 / www.colegioanglomorumbi.com.br

Como se comunicar com crianças adolescentes

ESPECIAL

EDUCAÇÃO

www.taliandfriends.com.br 
Telefone: (11) 3740-2111

Você tenta puxar assunto com seu filho e pergunta como foi a escola. “Legal”. O que aprendeu hoje? “Nada”. Soa familiar? Receber estas respostas com frequência pode ser frustrante. Os professores da Tali and Friends, que oferece aulas particulares de inglês, só iniciam as atividades planejadas após uma conversa (em inglês) para entender como está o aluno naquele dia, gerando empatia e confiança, dois itens importantes para o aprendizado e deixam dicas de perguntas que podem virar uma boa conversa. Você ajudou alguém hoje? Com quem brincou no recreio? E com quem nunca brincou até hoje? Qual parte do seu dia você mais gostou? Qual a melhor notícia que poderia receber hoje? Qual foi o momento mais engraçado do seu dia? Se as crianças simplesmente não quiserem conversar, antes de insistir ou desistir, tente iniciar a conversa depois: durante outra atividade, no carro ou antes de dormir.

Conhecimento Acadêmico aliado à Formação Humana

ESPECIAL

EDUCAÇÃO

O Colégio Franciscano Pio XII desenvolve  o potencial de seus alunos com o  diferencial do conhecimento acadêmico  aliado à formação humana.

Da educação infantil ao ensino médio, são oferecidas vivências essenciais para que os estudantes tenham um excelente desempenho acadêmico e, ao mesmo tempo, se beneficiem dos valores da identidade franciscana, que se baseia em cooperação e compromisso socioambiental.

O programa bilíngue faz parte do curso regular da Educação Infantil ao 3º ano, e se estenderá a todo o Fundamental I. Em parceria com a University of Missouri, a partir do 6º ano é oferecido o curso Middle School, e a partir do 9º ano, o curso High School, proposta de certificação americana. Os Exames Cambridge English fazem parte da rotina de séries do Fundamental e do Ensino Médio, como parte do currículo.

A opção de Período integral atende alunos de 2 a 10 anos, com uma programação de atividades esportivas, culturais e acadêmicas.

Os estudantes contam com salas equipadas e laboratórios completos, incluindo o de iPad, e o Maker Space. o Fundamental I utiliza ainda a Sala de Aprendizagem Criativa, um projeto realizado em parceria com a Faber-Castell. As estruturas da Educação Infantil e Integral passam por reformulação e ampliação, e oferecerão, a partir de 2020, um espaço ainda mais estimulante e acolhedor.

Em 179 mil m2, com trechos de Mata Atlântica preservados, o Colégio conta com fazendinha, sistema de hidroponia, captação de água pluvial e energia solar, além de todo o complexo esportivo, que inclui quadras de vôlei de areia, entre muitos outros destaques.

Colégio Pio XII / Rua Colégio Pio XII, 233 / Morumbi / Telefone: (11) 3759-5050

Para as Profissões do Futuro, Aprender a Aprender é essencial

ESPECIAL

EDUCAÇÃO

À medida que a Quarta revolução industrial se desenvolve, marcada por avanços em tecnologias como ciência de dados e inteligência Artificial, o mercado de trabalho passa, novamente, por mudanças fundamentais. Nesse sentido, o relatório do Futuro dos Trabalhos,  lançado pelo Fórum econômico mundial em 2018, já  apontava que até 2022 várias das funções desempenhadas por pessoas serão substituídas por máquinas. Em contrapartida, ganham evidência atividades que podem ser realizadas apenas por humanos, por demandarem, além de conhecimentos técnicos, competências  não-cognitivas bem desenvolvidas.

Aprender a Aprender

Uma das habilidades requeridas é a capacidade de estudar e encontrar soluções criativas de maneira autônoma. e essa qualidade é tão importante que já figura  em avaliações de vestibulares, como o do Insper. “Os  avanços da tecnologia e as novas relações no mundo do trabalho tornam desejável que os profissionais apresentem habilidades e competências antes não necessárias”.  Adequando-se a essa nova realidade, a segunda fase  do vestibular do Insper procura selecionar candidatos  que, além de comprovarem o conhecimento técnico dos  conteúdos da primeira fase, também demonstrem ter inteligência emocional para lidar com os desafios da vida  acadêmica e profissional. Além de avaliar as capacidades  de comunicação, interação em grupo e raciocínio crítico,  essa segunda fase do Insper avalia também a habilidade  denominada Aprender a aprender, momento em que o  aluno deverá demonstrar que consegue chegar à resolução de problemas com autonomia e pensamento lógico”, diz Paulo lima, coordenador do cursinho CPV, que  também orienta alunos da 3ª Série do colégio CPV para  vestibulares específicos.

Desenvolvendo a Habilidade

De fato, o Aprender a Aprender desenvolve capacidades como disciplina e foco, sempre movidos pela curiosidade, trazendo ganhos na construção do conhecimento em todas as disciplinas.
No colégio CPV, essa habilidade começa a ser desenvolvida no 6º Ano do ensino Fundamental, dentro da matriz curricular. Durante as aulas, as crianças descobrem de maneira muito prática que fatores externos, como a organização, influenciam na maneira de compreender os assuntos. Daniela Ferreira, geocientista, pedagoga, mestre em educação e professora de competências Socioemocionais na escola, explica: “O maior obstáculo no início é a falta de foco, então começamos pela organização do tempo, seguida pela organização do espaço – o que inclui cadernos – e, quando eles percebem, já estão organizando melhor as ideias e a própria comunicação com os outros”.
Os alunos também aprendem técnicas de leitura, de escrita e de estudos, usadas em todas as outras ma- térias. A autonomia e a responsabilidade são outras competências desenvolvidas logo no início e reforçadas ao longo de todo o ensino Fundamental. Tudo para, ao chegar no ensino médio, os alunos estarem mais confiantes, conscientes de si mesmos e começarem a testar as possibilidades para o futuro.

Colégio CPV / Rua Domingos Lopes da Silva, 34 / Telefone: (11) 3740-2111 / cpv.com.br

Letramento digital: tecnologia que valoriza o aprendizado

ESPECIAL

EDUCAÇÃO

No Colégio Morumbi Sul as aulas de letramento digital, destinadas a alunos do 2º ao 6º ano, integram a proposta pedagógica. Assim a escola insere os conceitos de programação e robótica à didática do curso regular, por meio do uso e da criação de jogos, aplicativos e ferramentas tecnológicas.

Este envolvimento proporciona aos alunos o desenvolvimento do pensamento computacional, uma estratégia para formular e resolver problemas (sejam eles quais forem) de forma eficiente, combinando esforços intelectuais com o uso de computadores. Tudo ao alcance do entendimento de cada faixa etária e suas particularidades.

Atualmente, a criança já nasce no meio digital, por essa razão ela deve ser preparada, desenvolvendo habilidades digitais já a partir do Fundamental I. O letramento digital vai ao encontro dessa proposta de desenvolvimento global do aluno, considerando as competências que integram o perfil do novo estudante.

Ao ensinar as crianças a fazer uso de tecnologia o Colégio Morumbi Sul visa a sua preparação para o uso seguro da internet e de suas infinitas possibilidades para o aprendizado.

Quer saber mais? 
Acesse 
www.morumbisul.com.br