Êxito nos estudos conta muito com planejamento

Educação

por Claudia Alaminos

Planejar os estudos é uma das chaves para ter sucesso na escola. O aluno que não formaliza um plano para estudar, tende a deixar de lado o que foi aprendido e lembrar-se do conteúdo, apenas na véspera da prova, o que é muito arriscado. Estudar no tempo oposto ao da escola não é fácil, mas a vontade de estudar para obter sucesso, e sossego, ao final de cada período influencia no foco e na capacidade de aprender os conteúdos. Apenas quando a atenção está genuinamente voltada para os estudos é que o cérebro atinge sua máxima capacidade de aprendizagem e retenção do teor da matéria. E isso serve tanto para a leitura quanto para ouvir o que o professor fala durante a aula.

Antes de fazer o plano, faça uma tabela semanal com todas atividades. Marque o horário da escola, da aula de inglês, esporte, ou seja toda a rotina do estudante no dia a dia. Reorganize estes horários sempre que algum compromisso surgir: dentista, festa, compras, etc.

Depois da organização inicial, consegue-se saber quanto tempo livre para os estudos se tem. Apenas com esta informação pode-se montar um plano de estudos específico para cada aluno. O ideal é que haja no mínimo duas horas por dia para que estes estudos sejam realizados.

Depois de demarcados os horários tomados, faça uma lista com todas as matérias que deverão ser estudadas. Estabeleça prioridades, destinando mais tempo àquelas em que o aluno tem mais dificuldade. Não deixe de atribuir horários de intervalo sempre que for mudar de matéria, dez ou quinze minutos entre uma e outra são suficientes.

Dica: não coloque duas disciplinas que não goste ou que tenha dificuldades juntas. Isso desanima a manter o ritmo de estudos.

Procure estudar a matéria no dia em que ela foi ministrada. Revise o conteúdo. Faça exercícios. Anote as dúvidas. Assim, fica mais fácil aprender e colocar o conteúdo em prática.

Mantenha a tabela do Planejamento de Estudos em lugar visível. Siga o mais à risca possível, faça revisões nos horários sempre que dificuldades aparecerem e nunca acumule tarefas. Se algo não pode ser feito no dia marcado, há que se destinar um horário extra para realizá-lo.

Esta proposta é válida para estudantes que conseguem se organizar sozinhos ou com a ajuda dos pais. Caso se perceba que o estudante não vai dar conta, é indicada a contratação de um psicopedagogo ou professor especializado para auxiliá-lo. É muito ruim ter dificuldades na escola e, junto com isso, fracassar no cumprimento do planejamento de estudos.

O cumprimento de um Planejamento de Estudos adequado é metade do caminho para o sucesso escolar e deve ser iniciado nos primeiros meses do ano letivo.

Abraços maternos

Claudia é mulher, esposa, mãe (de um rapaz e dois gatos), fonoaudióloga, psicopedagoga, educadora parental em Disciplina Positiva, moradora do Morumbi e futura psicanalista.
Sem Educação nada é possível.
@claualaminos.

Artigos recomendados