Alfabetização divertida!

A coleção ‘Aprendendo o bê-a-bá’, da Dentro da História, traz 4 livros que auxiliam no processo de alfabetização infantil e ajudam a estimular ainda mais o aprendizado, trazendo temas como cores, formas geométricas, vogais e números de maneira muito especial. A autora da coleção, Camila Comitre destaca o diferencial de cada livro e a importância desse conteúdo, principalmente agora, em que as crianças estão longe das salas de aula.

Escolas fechadas, pais tendo que se adaptar às aulas on-line, pedem atenção especial à fase de alfabetização. Muito além do que o ler e escrever, a alfabetização é um processo que envolve incentivar o pequeno a compreender o mundo que está em volta dele. Especialista em desenvolvimento socioemocional infantil e autora da coleção ‘Aprendendo o bê-a-bá’, disponível na plataforma da Dentro da História, edtech brasileira que atua com personalização de livros infantis, Camila Comitre chama a atenção para a forma como o isolamento social trouxe luz aos reais níveis de envolvimento da família com a aprendizagem da criança.

“Nunca foi tão imprescindível a conexão dos pais com o universo de saberes dos pequenos, sendo extremamente desafiador estipular rotinas para as aulas, e principalmente promover o engajamento e interesse para aprender de maneira remota. No caso das crianças em fase de alfabetização, a grande preocupação se dá quanto às perdas relacionadas a esta etapa tão fundamental para os pequenos. Neste caso, a Coleção Aprendendo o bê-a-bá mostra-se como potente ferramenta de leitura que favorece a conexão, curiosidade e primeiro contato muito positivo com números, vogais, formas e cores, mantendo aquecida a busca pelo aprendizado de maneira divertida e natural”, fala a autora.

Em todos os títulos, a criança é protagonista da história por conta do processo de personalização do livro, diferencial da plataforma que torna o momento da leitura único. Ao montar o personagem baseado nas características do pequeno leitor, o livro se torna exclusivo e muito mais marcante devido à identificação visual. Nos quatro títulos da coleção, a criança tem uma tarefa diferente para cumprir, estimulando a competência de autogestão, que desenvolve a responsabilidade, a organização de tempo e a finalização de tarefas que iniciou. Dessa forma, os pais podem trazer as experiências vividas nas histórias para a vida real, de maneira encorajadora e construtiva. Confira o que torna cada livro tão especial!

Bairro das Cores

O livro Bairro das Cores apresenta as cores primárias para a criança por meio de uma aventura pelos bairros azul, amarelo e vermelho. Passando pelo caminho de arco-íris, ela conhece outras cores como o rosa e o verde. Esse título estimula o aprendizado das primeiras cores conforme a associação entre texto e imagens vão acontecendo repetidamente ao longo da narrativa, além de incentivar as perguntas e respostas através das questões interativas que são encontradas na história. “Optamos pelos personagens e ambientes serem da mesma cor, mostrando diferenças e importância de cada uma das cores numa mensagem sobre respeito às diferenças”, comenta Camila.

Dica para os pais!

“Aponte para as vogais e demais figuras e deixe-o identificar as letras e sons. Brinque com as palavras cantando, lendo e inventando rimas juntos. A repetição de objetos distintos com sons similares auxilia muito este aprendizado. Nomeie objetos que a criança goste, nomes da família e amigos, façam juntos tópicos de brincadeiras favoritas e peça para a criança identificar as vogais nestes processos através da identificação visual e dos sons.”

Rua das Vogais

No livro Rua das Vogais, a criança tem o primeiro contato com as letras. Na chamada rua das vogais, A, E, I, O e U falam sobre alimentos que começam com cada uma dessas letras de forma lúdica e estimulando a repetição dos sons de cada vogal. “As vogais são apresentadas em contextos diferentes, auxiliando na diferenciação de uma letra para a outra”, fala a autora. As ilustrações também oferecem estímulos visuais pela quantidade de cores e tornam a leitura ainda mais atrativa.

Dica para os pais!

“Faça seu filho contar a história e anote o que ele diz. Faça perguntas que o ajudarão a complementar as etapas do conto e a voltar para as quantidades pedidas na lista da poção mágica do Mago Conta-Conta. Depois, vocês podem fazer juntos outras listas que peçam contagem, como listas de compras, listas para organização de suas coleções e assim por diante, o que vai preparar os pequenos para refletirem sobre seus saberes sobre números de maiores ordens, cálculos mentais, comparações sobre crescente e decrescente e assim por diante.”

Rua das Vogais

No livro Rua das Vogais, a criança tem o primeiro contato com as letras. Na chamada rua das vogais, A, E, I, O e U falam sobre alimentos que começam com cada uma dessas letras de forma lúdica e estimulando a repetição dos sons de cada vogal. “As vogais são apresentadas em contextos diferentes, auxiliando na diferenciação de uma letra para a outra”, fala a autora. As ilustrações também oferecem estímulos visuais pela quantidade de cores e tornam a leitura ainda mais atrativa.

Dica para os pais!

“Chame a atenção para as ilustrações que tenham cores semelhantes e utilize em contextos da rotina os termos “azul de fome”, “vermelho de vergonha”, “amarelo de medo”. Deixar uma “caixa de artes” para livre acesso dos pequenos com giz e lápis para registros espontâneos também favorece o aprendizado e a criatividade. Destacar a importância de cada cor à sua maneira pode trazer “links” de diálogo e reflexões sobre questões raciais e diferenças entre as pessoas. Vale aproveitar estes temas para sensibilizar e ensinar os filhos sobre tolerância, representatividade e preconceitos.”

Cidade das Formas

Passar um dia de aventuras na cidade das formas ao lado do quadrado, triângulo e círculo é o que a criança vai vivenciar nesse livro. Ela será estimulada a reconhecer as formas geométricas básicas observando os traços e cores das ilustrações presentes na história. Além disso, a narrativa incentiva a capacidade de reconhecer semelhanças e diferenças entre objetos, assim como a associação do som das palavras. Para a autora, o conteúdo é atrativo pela forma divertida em que foi construído. “Os personagens vivenciam situações onde não se encaixam ou quando o protagonista tem a experiência de exploração dos movimentos e uso do espaço daquela forma geométrica, facilitando a construção deste saber.”

Dica para os pais!

“Vincule a história a pessoas, lugares e coisas que seu filho já conhece e estimule sua memória para que ele se lembre onde já viu aquela forma. Em uma parte especial do livro o protagonista reflete que sente muita vontade de buscar formas pelo mundo. Dê ênfase a esta etapa e crie brincadeiras de buscar formas geométricas pela casa ou nos passeios”.

Aproveitar que a previsão para volta às aulas ainda está um pouco distante para estimular o hábito de leitura e o desenvolvimento da alfabetização com o uso dos livros e brincadeiras, fortalece também os laços familiares e proporciona momentos prazerosos para as crianças e para os adultos.

“Especialmente na primeira infância todos os estímulos possíveis nos campos de experiências representam resultados muito significativos para o futuro dos pequenos. A experiência da leitura em família reforça os vínculos que também impactam diretamente o processo de desenvolvimento dessas crianças de maneira integral”, finaliza a autora.

Como colocar a criança dentro da história?

Para que a criança se junte a seus amigos do espaço nesta história, basta a família acessar a plataforma (http://www.dentrodahistoria.com.br), criar um avatar personalizado de acordo com as características físicas do pequeno, como cor toma da pele, cabelos, olhos, roupinhas e sapato; e concluir a compra do título, que pode ser adquirido por R﹩ 69,90 + frete.

Colaboração da pauta:

Agência BCBIZ
https://www.bcbiz.com.br/
Beatriz Peloche
[email protected]
+55 11 2897-7390
+55 11 94215-0012

A Dentro da História é uma edtech brasileira que atua com personalização de livros infantis. Por meio de uma plataforma online que permite a criação de um avatar com características físicas das crianças, como tom de pele, cor de cabelo e olhos, estilo de roupa, óculos e calçado, possibilita que os pequenos participem de histórias ao lado de seus personagens preferidos.

Com apenas 3 anos no mercado, a startup já vendeu mais de 400 mil livros personalizados, entre sucessos como Turma da Mônica, Batman, O Pequeno Príncipe, Galinha Pintadinha, Princesas Disney e muitos outros. O catálogo de livros da Dentro da História auxilia no desenvolvimento das crianças e potencializa em até três vezes a retenção do conteúdo e o aprendizado.

Imagem destacada da Publicação:
Designed by colorfuelstudio / Freepik

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Artigos recomendados