E agora que eu cresci, o que vou ser?

Estratégia clínica é a maneira mais consciente de escolher a profissão

Por Cleire Bosio

A escolha por uma profissão na adolescência representa muito mais do que uma seleção por uma atividade de trabalho. Implica refletir quem se deseja ser; significa a busca por uma identidade pessoal e profissional. É justamente nesta fase que o jovem experimenta importantes transformações hormonais, emocionais e intelectuais tornando-o suscetível a conflitos internos e externos. Sentimentos como medo, dúvida, angústia, confusão, incerteza, receio e insegurança são claramente evidenciados nesta fase, pelo fato dos adolescentes atribuírem a si mesmos a responsabilidade da escolha, como se essa definisse seu futuro e lugar na sociedade.

O jovem de hoje é fruto de uma geração que nasceu conhecendo o computador, os jogos eletrônicos, plugados no mundo das informações rápidas e globais, porém, a grande questão é: com que profundidade compreendem ou utilizam as informações obtidas? Observa-se que nos momentos de optarem por seus projetos de vida, eles tendem a deparar-se com uma certa “fragilidade de conhecimento”, ou seja, não se sentem emocionalmente preparados para tomarem decisões.

Designed by Freepik

Atualmente, o vínculo que o adolescente estabelece com a profissão é dilemático. Isso ocorre porque o processo de escolha da profissão requer que o jovem possa selecionar, discriminar, diferenciar, destacar-se e para que isso aconteça, é preciso conhecer e não apenas “zapear” as características das inúmeras opções disponíveis de profissões e atuações no mercado.

É neste contexto que o trabalho de orientação profissional deve ser pautado, promovendo o autoconhecimento nos jovens e, sobretudo, a reflexão conjunta na escolha da profissão, traçando um caminho no qual o adolescente possa transitar em busca de um objetivo, estimulando-o a fazer escolhas de maneira mais consciente e madura. É imprescindível criar condições para que os jovens possam ter acesso a maior quantidade possível de informações em relação às suas escolhas. O orientador profissional atuará como um facilitador neste processo, desenvolvendo estratégias para que o próprio jovem identifique suas aptidões, interesses, valores e características de personalidade, favorecendo dessa forma, a elaboração de um projeto de vida de maneira responsável e consciente.

Designed by Freepik

Principais benefícios de uma orientação profissional para os jovens:

  • Auxilia no autoconhecimento do jovem
  • Identifica habilidades, interesses, valores, propósito de vida
  • Promove a reflexão sobre as possíveis escolhas profissionais
  • Possibilita a expressão de sentimentos vivenciados no processo
  • Orienta sobre o mercado de trabalho
  • Sugere instituições de ensino adequadas às suas escolhas

Cleire Bosio é psicóloga, formada pela Universidade de Santo Amaro, Unisa, em 2009. Especializada em Orientação Profissional e Personal & Professional Coach, certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, (2012).

www.cleirebosio.com.br
Telefone WhatsApp: +55 11 99111-0907
Instagram: @cleirebosio_psicologa

Imagem destacada da Publicação:
Designed by drobotdean – Freepik

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Artigos recomendados