A Chama precisa manter-se Viva!

Eleine Bélaváry

Antes mesmo da pandemia, os jovens do nosso país já ocupavam o topo de um triste ranking: figuravam entre os cidadãos com maior dificuldade para a inserção no mercado de trabalho, principalmente aqueles com idade entre 18 e 24 anos, com pouca ou nenhuma experiência profissional. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), na Síntese de Indicadores Sociais de 2019, registrou um contingente juvenil de quase 11 milhões de brasileiros que não estudam nem trabalham, representando 23% da população entre 15 e 29 anos.

No contexto nacional de pandemia e crise global, a situação agravou-se ainda mais. De acordo com estimativas da Organização Internacional do Trabalho, de cada cinco jovens no mundo, um teve que parar de trabalhar por conta da pandemia. E pior! O impacto triplica para os jovens, pois afeta os empregos atuais, interrompe o processo educacional e dificulta imensamente a trajetória daqueles que estão tentando ingressar no mercado ou mudar de emprego.

Tudo começou em 2016 com um interessante Observatório Corporativo no moderno escritório do Grupo Incense, vizinho ao Shopping Jardim Sul, onde acontece a gestão das cerca de 25 operações de franquia das marcas “O Boticário”, “Quem Disse, Berenice?”, entre outras. Liderados por Nilton Clécio, profissional com mais de 10 anos no Terceiro Setor e responsável pelo Núcleo de Oportunidades da Associação Obra do Berço – que completou 82 anos em 2020 -, os “observadores” eram jovens entre 15 e 18 anos, moradores de comunidades da região do bairro do Campo Limpo (zona sul de São Paulo), que frequentam o Programa de Educação Empreendedora oferecido pelo Centro de Juventude da instituição.

No ano seguinte, Erik Cavalheri, Presidente do Grupo Incense e morador do Morumbi, desafiou-me a estruturar e coordenar um programa através do qual os jovens da Obra do Berço seriam mentorados por franqueadores, franqueados, consultores e advogados associados da ABF – Associação Brasileira de Franchising, transferindo conhecimento em temas pertinentes à empregabilidade, autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Assim nasceu o Programa ChamaViva “Perfume do Conhecimento – Mentoria em Franchising”, uma iniciativa transformadora, 100% financiada pelo Grupo Incense e apoiada por várias marcas de franquia, que tem como objetivo ampliar e fortalecer o conhecimento e o desenvolvimento pessoal dos estudantes, para que adquiram competências valorizadas no mundo corporativo.

No início de 2017, de 12 jovens que frequentaram a primeira turma no próprio escritório do Grupo Incense, tivemos que buscar um espaço mais amplo para receber os 40 jovens convocados para a segunda turma e, com isso, potencializar o impacto. Assim, a ABF acolheu a iniciativa e ofereceu o seu Centro de Capacitação e Eventos para realizarmos as mentorias semanais, onde, ao longo de 3 meses de curso, ícones da franchising contaram sobre suas interessantes trajetórias de vida pessoal e profissional, além de abordarem temas relevantes do mercado de trabalho.

Entre os assuntos, os alunos aprendiam sobre empreendedorismo de impacto; transformação digital no varejo; como encantar o cliente e ter excelência nos serviços; como traçar um plano de vida e buscar empresas com propósito; etiqueta profissional; como se comportar em uma entrevista de trabalho; entre tantos outros.

Nas edições 2018 e 2019, além de trabalharmos as chamadas soft skills, incluímos dinâmicas externas no parque Chácara do Jockey para jogar tag rugby, um esporte 100% coletivo e originalmente desenvolvido pela Gibraltar Rugby Union. Nessa atividade é possível trabalhar alguns valores e regras de vida – como humildade e responsabilidade, coragem e criatividade, espírito de equipe e colaboração, disciplina e respeito. O tag rugby favorece a inclusão e a aceitação das diferenças, independentemente de características físicas, culturais e de gênero, valores estes tão necessários e importantes que, quando bem transmitidos e assimilados, são ferramentas valiosas que hoje o mercado de trabalho e a integração na sociedade exigem.

Outra atividade que entendemos ter sido muito importante para os participantes foi a educação e comunicação corporal, o que gentilmente foi oferecido pelo Estúdio Anacã do Morumbi Town Shopping. Segundo pesquisa realizada na Universidade da Califórnia, somente 7% de toda a nossa comunicação é baseada em palavras, 38% está relacionada ao tom de voz e 55% da chamada linguagem corporal. Ou seja, as relações interpessoais seriam muito diferentes se não pudéssemos contar com a avaliação do modo como o corpo se comporta durante uma conversa.

Para Helo Gouvea, sócia proprietária do estúdio, a linguagem corporal está relacionada à comunicação não-verbal e nos possibilita ser mais assertivos no contato com as pessoas. Ela aparece na nossa postura, nos gestos, no quão próximo estamos ao conversar com o outro, nas expressões faciais e até no movimento dos nossos olhos.

Do total de 300 jovens que já passaram pelo programa, na média, 80% deles foram inseridos no mundo do trabalho em até 12 meses após a finalização da mentoria. No ano passado, por conta da pandemia, o projeto foi readaptado para o formato online, onde inicialmente o número de jovens participantes foi reduzido devido à dificuldade de acessibilidade digital. A proposta do atual formato, foi de manter a preparação do jovem, mas com total foco para esse novo momento de triagem e seleção das empresas, que atualmente acontecem 100% online. Como resultado obtivemos jovens com maior conhecimento no assunto e com a vivência concreta de participar de um processo seletivo – do início ao fim -, demonstrando assim, como o novo normal está acontecendo. Este projeto, liderado por Valéria Cavalheri e Nalda Lisboa, ambas do Grupo Incense, juntamente com Nilton Clécio da Obra do Berço, deve seguir para seu quinto ano de existência.

Em abril de 2019, para coroar esse lindo projeto, o Programa ChamaViva “Perfume do Conhecimento – Mentoria em Franchising” recebeu o Prêmio ABF Destaque Franchising na Categoria Sustentabilidade entre vários projetos de Mega Franqueadores. Esse prêmio tem o objetivo de identificar, selecionar e destacar as empresas franqueadoras e/ou seus franqueados por suas ações sustentáveis e é o reconhecimento máximo concedido pela entidade no âmbito econômico, ambiental e social, seja em escala local, regional ou nacional.

Sim! Porque num país cuja taxa de desemprego entre os jovens de 18 a 24 anos de idade ficou em 27,1% no primeiro trimestre de 2020, a Chama precisa manter-se Viva!

Eleine Bélaváry é moradora do Morumbi, bióloga e Sócia proprietária da Connexion Negócios Sustentáveis

Imagem destacada da Publicação

Da esquerda para a direita: Danyelle Van Straten (Depyl Action), Adriana Auriemo (Nutty Bavarian), Nalda Lisboa (Grupo Incense), Eleine Bélaváry (Connexion), Claudia Vobeto (Majô Beauty Club), Erik Cavalheri (Grupo Incense), Valéria Cavalheri (Grupo Incense), Pedro Mello (Strategy Partners), Nilton Clécio (Obra do Berço)

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Anterior
Próximo
Slider

Recommended Posts