5 dicas para vencer a preguiça no trabalho após um feriado

Universidade do Colorado e de Carleton trazem dados sobre o ato de procrastinar e como vencer esse hábito no home office

O verbo procrastinar significa deixar para depois. Ao retornar de um feriado prolongado como o carnaval, por exemplo, tendemos a deixar para depois atividades no trabalho que exigem mais concentração. Mas como vencer a “preguiça” ou\e deixar de procrastinar e nos tornarmos mais produtivos no trabalho após um feriado?! Com muitas empresas no home office, fica ainda mais difícil manter a produtividade após um feriado. De acordo com a FIA (Fundação Instituto de Administração) 67%, das empresas brasileiras, tiveram dificuldades na transição presencial para home office. Isso porque a produtividade é difícil de ser mantida em casa, todos os dias.

O ato de deixar para amanhã tarefas difíceis e que tiram a mente da zona de conforto é algo orgânico. Ou seja, todos os seres humanos são programados biologicamente para procrastinar e isso acontece porque o ato de deixar para depois tem a ver com o medo e o medo existe desde o nascimento. Medo da tarefa não ficar boa, medo do cliente não gostar do que vamos entregar, medo dos colaboradores que fazemos a gestão, medo de não ter retorno com a franquia ou com o próprio negócio etc.

A Universidade do Colorado divulgou que procrastinação e impulsividade podem ser agravadas por questões genéticas. Outro estudo feito pela Universidade de Carleton, no Canadá, mostra que procrastinar afeta a nossa saúde física e mental, e as pessoas que o realizam com frequência tendem a ter mais dores de cabeça e contraírem gripe mais facilmente. Deixar para o dia seguinte uma atividade que pode ser feita, sem interrupções, hoje, pode ser algo negativo.

Leiza Oliveira, CEO do Centro de Formação de inglês, Minds Idiomas, faz a gestão de mais de 70 escolas. Nesses 13 anos, como qualquer empreendedora, teve os seus dias bons e ruins, e resolveu se aprofundar no tema para reduzir a procrastinação na sua rede de franchising e na sua própria rotina.

Para ajudar você, Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas, lista 5 dicas para acabar com a procrastinação no seu trabalho após um feriado prolongado:

Anotar os sentimentos, no momento da procrastinação, te ajudará a entender como a sua mente funciona (Foto: Luisa Revery)

1) Combata a sua insegurança

Procrastinar tarefas complicadas tem ligação com os nossos medos. Tem pessoas que tem medo do sucesso e não percebem. O primeiro passo para combater o “deixar para amanhã” é se observar. Vale escrever em um papel como se sente quando aparece a preguiça. Dessa forma, você conseguirá racionalmente enxergar os seus sentimentos e fica mais fácil enfrentar as inseguranças. Outra dica é fazer terapia e conversar com amigos.

Lembre-se sempre de descansar para ser produtivo: a mente precisa disso para operar bem (Foto: Isadora Heimig)

2) Não abuse da sua força de vontade

Desde que somos crianças ouvimos dos nossos pais e professores que com força de vontade é possível conquistar o mundo. É verdade que ela tem um papel fundamental na conquista dos objetivos, mas ela se esgota. Isso porque a força de vontade está ligada a energia cerebral e como sabemos a nossa mente fadiga após algum tempo sendo usada. O que te mantém de pé de manhã, depois da noite mal dormida, produzindo bem e entregando resultados são os seus objetivos pessoais. Por isso, crie os objetivos de curto, médio e longo prazo. E comece devagar com eles. Com objetivos traçados fica mais fácil controlar a ansiedade e não se culpar quando a força de vontade findar.

Ficar longe do celular, principalmente quando trabalhamos com ele, é mais desafiador. Todavia, necessário. (Foto: Urich Santana)

3) Deixe abas de aplicativos fechadas e mantenha o celular longe

Essa dica parece óbvia, mas é a mais difícil de conseguir praticar. Isso acontece porque muitas profissões dependem das respostas instantâneas. Todavia, é comprovado que os seres humanos não são multitarefas e quando o fazem acabam não tendo foco e o resultado da entrega é duvidoso. Logo, avise clientes, parceiros, fornecedores e até seu chefe que nem sempre estará de olho nas telas. E caso seja algo urgente deixe a opção de te ligarem. Telefonar está cada vez mais escasso, mas em tarefas como planejar, lidar com números ou mesmo escrever um texto, se manter longe dos eletrônicos é uma lição de ouro para completá-las. Vale estabelecer uma rotina de a cada 2 horas de atividade, um descanso de 20 minutos, que envolve mexer no celular e\ou tomar um café.

No home office é ainda mais importante que você tenha controle do que está executando no decorrer do dia de trabalho (Foto: @jonathanborba)

4) Coloque deadline\prazo para as suas tarefas

Vale colocar em uma planilha e acompanhar as suas tarefas diárias e/ou usar uma agenda com o que é urgente e importante listado. Ao final do dia você enxergará o que executou e poderá até fazer um relatório semanal para usar mostrar ao seu gestor as atividades executadas. Além disso, no final do dia, ao visualizar tudo o que foi feito, você terá a sensação de dever cumprido.

Nem no passado e nem com a ansiedade do futuro: O Mindfulness nos traz para o momento no agora e nos dá foco para o trabalho (Foto: @lauraadaiphoto)

5) Pratique o Mindfulness no trabalho

Não estou falando de meditar todos os dias. Se você conseguir fazer isso, ótimo! Mas essa última dica tem sinergia com o ato de manter os 5 sentidos no presente. A mente é elástica, por mais que no começo pareça difícil colocar a audição, visão, tato, paladar e olfato no presente, a prática torna-se um hábito com a prática. O Mindfulness traz a concentração, a concentração leva ao desenvolvimento da tarefa e concomitantemente a conclusão dela. Ao finalizar as suas atividades, sem procrastinar, elevará a sua satisfação mental e o seu sucesso profissional!

Uma das formas de vencer a procrastinação é aprendendo coisas novas. Para aprender inglês de vez em 2021, acesse o site da Minds. Matricule-se neste mês de fevereiro ganhe 6 meses de curso.

Com 13 anos de existência, o segredo da rede de idiomas Minds é a tecnologia. Com 70 escolas em todo país, a Minds foi a primeira rede a implantar o ensino do inglês em tablets mantendo os livros físicos. Com especialistas em captação de conteúdo, a CEO Leiza Oliveira, tem consciência que a forma de aprendizado de cada criança e adultos é individual. Personalização e inovação são as palavras que movem franqueados e alunos da rede. O tempo de duração do curso da Minds é de 18 meses e há outras modalidades de ensino personalizadas. Acesse o nosso site e conheça mais sobre o mundo Minds

Colaboração de Pauta:
Queissada Comunicação
Agência especializada em educação, publicidade/propaganda e esportes.
Juliana Queissada
+55 11 99813 6291
[email protected]
Verônica Andrade
+55 11 97468 1309
[email protected]

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

banner-vinheta-dolce-jan21-(1)
banner-vinheta-dolce-jan21-(2)
banner-vinheta-dolce-jan21-(3)
banner-vinheta-dolce-jan21-(4)
banner-vinheta-dolce-jan21-(5)
banner-vinheta-dolce-jan21-(6)
banner-vinheta-dolce-jan21-(7)
banner-vinheta-dolce-jan21-(8)
banner-vinheta-dolce-jan21-(9)
banner-vinheta-dolce-jan21-(10)
banner-vinheta-dolce-jan21-(11)
banner-vinheta-dolce-jan21-(12)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados