Como engajar alunos nas aulas on-line

Por Bruno Oliveira

Colaboração de:
Adrian Theodor, Eduardo Montesano Machado, Fernando Rizzi, Tatiane Sardinha e Rafael Cavallari

A pandemia é algo que está presente em nossas vidas há mais de um ano. Durante esse período, os alunos tiveram que se adaptar a alguns tipos diferentes de aulas. No início foram as aulas remotas, depois foram as aulas híbridas, no final do ano passado e começo desse ano, e hoje as aulas retornaram ao modelo remoto com o endurecimento das políticas públicas de isolamento social.

Em todo esse período desafiador, a atenção e o engajamento dos alunos foram questões muito discutidas no setor educacional.

No Colégio Anglo Morumbi, os professores também refletiram e discutiram acerca de como tornar o ambiente virtual mais atrativo para os alunos que também estão cansados de aprender e se relacionar apenas através de uma tela. Em parceria com a Google for Education, intensificaram em suas aulas o uso de ferramentas que promovem uma participação mais ativa do aluno. As salas temáticas são um exemplo disso. Os estudantes se dividem em salas menores, de forma aleatória, para que em pequenos grupos ocorram debates e brainstorms sobre o tema em questão. Nesses momentos, os alunos se sentem mais confortáveis para expor suas ideias e argumentos.

Além disso, as aulas práticas geralmente fazem muito sucesso com os estudantes. Em uma das disciplinas eletivas do Ensino Médio, a Biochef (Biologia + Gastronomia), os alunos realizam experimentos, colocando em prática os conteúdos ensinados nas aulas remotas.

Ainda, alguns aplicativos são grandes aliados e alternativas positivas para tornar a aula mais dinâmica e aumentar o engajamento dos alunos nas aulas. Entre eles, o Kahoot, o Quizzlet, que através de gamificação permitem que os alunos participem de enquetes construídas pelos professores, para testar os conhecimentos adquiridos. Os aplicativos do google, que são gratuitos, como o mapas, expedições e earth, possibilitam ao aluno a criação de mapas personalizados, jogos, percursos guiados, como por exemplo a visita a um museu famoso internacional. 

Considerada como uma inovação no processo de aprendizagem, o Colégio Anglo Morumbi já vem utilizando a metodologia de Sala de Aula Invertida há alguns anos. Os alunos são estimulados a pesquisar assuntos ainda não apresentados pelo professor. Nas aulas seguintes, além dos professores, são os estudantes que apresentam o conteúdo que pesquisaram, de acordo com os temas propostos no próprio material. O trabalho do professor consiste em mediar a discussão, mobilizando, ampliando e aprofundando os conceitos e o conhecimento aprendido. Ademais, os professores que utilizam duas telas para apresentar as aulas tiveram resultados muito positivos, pois permite estender a tela da apresentação em um outro monitor, possibilitando o acompanhamento do chat em tempo real. Assim, os alunos podem tirar dúvidas simultaneamente, aumentando a interatividade, a partir de trocas de conversas, opiniões e explicações de ambas as partes.

Por fim, um último exemplo de uma ferramenta que tem um potencial enorme são os formulários ao final das aulas remotas. Ao realizar uma rápida avaliação diagnóstica após as aulas, é possível perceber se o conteúdo desenvolvido foi compreendido pelos alunos.

Todas essas práticas foram coletadas e utilizadas pelos professores no último ano, a fim de aumentar o engajamento de nossos alunos nas aulas remotas. Assim foi possível a constatação do quanto a tecnologia, se usada como meio e não como fim, se faz importante em tempos como esse e de que o Anglo Morumbi está caminhando na direção correta, visto que a inovação é um de nossos pilares. Mesmo assim, não vemos a hora de ter nossa escola cheia de novo, para que nossas aulas possam voltar a ser lecionadas da forma humana que gostamos e estamos acostumados.

Bruno Oliveira – Mestrando em Educação  – Assessor Ensino Médio
 @brunosgoliveira

Adrian Theodor – Prof. de História Ensino Médio

@adrian_theodor

Eduardo Montesano Machado – Prof Biologia e Eletivas Biochef

@edu_cando2.0

Fernando Rizzi

@fernando.rizzi.1

Tatiane Sardinha – Profª Gramática e Redação

@tatisarda

Rafael Cavallari – Profº de Matemática

@rafael.cavallari

R. Diogo Pereira, 324
Vila Suzana, São Paulo – SP
Telefone: (11) 3740-1000

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Anterior
Próximo
Slider

Artigos recomendados

Ainda não há comentários. Deixe o seu abaixo!


Deixe uma resposta