Dia Nacional do Livro Infantil

Por Dani Prado

No dia 18 de abril, comemora-se o dia do livro infantil. A data foi escolhida pela oportunidade em homenagear o aniversariante do dia: Monteiro Lobato. Porém, é o dia em que celebramos a literatura infantil como um todo.

Quantos de nós não temos uma história de infância preferida? Quando se fala de conto ou histórias infantis, logo vêm à nossa mente aqueles livros clássicos que fizeram parte de nossa infância. Histórias como os Três Porquinhos, Chapeuzinho Vermelho, e outros contos nos remetem a importantes memórias e nos lembram o quanto o livro de histórias infantis nos coloca em um lugar de fantasia, imaginação e sonho.

Neste sentido, vemos a importância do incentivo à leitura desde a primeira infância, pois é ainda pequena que a criança desenvolve o interesse e gosto pelo ato de ler, e cabe à escola, pais e adultos incentivarem este ato que nos dias de hoje, com o desenvolvimento da era digital, ficou mais esquecido.

Sabemos que o ato de ler é mais do que um ato de desenvolvimento pessoal; ler é nada além do que uma prática social muito importante para o desenvolvimento das habilidades da criança, no que diz respeito à criticidade, proficiência, memórias de longo e curto prazo e funções executivas, além de desenvolver a autonomia, autoestima e sentido de responsabilidade.

Com o incentivo e trabalho literário, promovemos a conscientização da importância da leitura para que as crianças sejam estimuladas em suas habilidades cognitivas através de atividades lúdicas, desenvolvendo suas habilidades socioemocionais  e aspectos relacionados à empatia, felicidade, autoestima, ética, paciência, autoconhecimento, confiança, responsabilidade, autonomia, criatividade e entre outras.

No colégio Anglo Morumbi, damos muita importância para esta prática, incentivando a leitura e trabalhando com a interpretação de livros e suas histórias. Trabalhar com os livros paradidáticos traz sentido ao universo infantil, pois é por meio deles que as crianças podem também experimentar papéis diferentes e vivenciar emoções e situações que talvez as ajudem a aprender, refletir e aceitar acontecimentos da vida, experimentando a dimensão simbólica da linguagem sendo capaz de, com o tempo, diferenciar aspectos imaginários e aspectos reais da própria vida.

Ler é viajar sem sair do lugar, voar sem ter asas, caminhar sem tirar os pés do chão, sonhar acordado, navegar em um mar de palavras, soltando a imaginação” (Alice Ferreira)

Dani Prado é Professora no Colégio Anglo Morumbi

R. Diogo Pereira, 324
Vila Suzana, São Paulo – SP
Telefone: (11) 3740-1000

Imagem destacada da Publicação

Dolce Morumbi

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-abril-2021-banner (1)
vinheta-abril-2021-banner (2)
vinheta-abril-2021-banner (3)
vinheta-abril-2021-banner (4)
vinheta-abril-2021-banner (5)
vinheta-abril-2021-banner (6)
vinheta-abril-2021-banner (7)
vinheta-abril-2021-banner (8)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados