O que é que a Bahia tem?

Cinara de Liz

Pois é, quem disse que não achamos comidas típicas da Bahia aqui no Morumbi? Óbvio que falarei do acarajé da Mila! Em um papo rápido com ela, fiquei sabendo de um pouco de sua história e agora com muito prazer, dividirei com vocês! 

A nossa querida baiana Mila, chegou em Paraisópolis em 2009. Quando se viu desempregada, logo após o nascimento de sua filha, foi até a Bahia pedir um conselho a sua mãe, que disse: “venda seu acarajé”. No final de 2012 ela e o marido começaram a produzir o famoso acarajé, com uma daquelas tendas de montar e desmontar. Ela conta que ele voltava da construção civil e ajudava nos trabalhos. Foi com muito apoio da família que a Mila fez seu sonho se realizar e ser reconhecida. Como todo começo, ela enfrentou com força todas as dificuldades, sofreu muito preconceito e desprezo pelo seu trabalho. O tempo foi passando, as pessoas foram conhecendo e o negócio foi crescendo cada vez mais. Hoje ela tem seu delivery bem montado, o Point do Acarajé da Mila, que se consagrou com várias participações em eventos como em 2014 quando esteve no SPTV. Tudo que ela queria era mostrar aos paulistanos o que a Bahia tem de melhor. “Minha cara metade é o acarajé” diz Mila sorrindo. Foram vários reconhecimentos que ela ganhou ao longo desses anos. Sonho realizado, ela ainda conta que, além de todo esse amor pelo acarajé, seu segredo está em trazer diretamente da Bahia boa parte dos ingredientes, nos fazendo ter a oportunidade de comer como se estivéssemos por lá. Bacana, não é?

A baiana MIla do Point do Acarajé

@pointdoacaraje_damila

Agora falarei de outra baiana que veio de Salvador, a Cátia, que por conta do trabalho do marido, mudou-se para São Paulo há cerca de três anos. Muito elogiada por toda família e amigos, largou o mundo corporativo para se dedicar ao delivery da Delícia da Bahia by Catia Fahel, que completou um ano no dia três de abril deste ano. Sucesso absoluto desde o primeiro dia, resultado de todo amor à culinária de suas origens, ela oferece vários pratos como Moqueca e Bobó de Camarão, Acarajé, Casquinha de siri, Vatapá e o Caruru. As comidinhas são congeladas e ela garante que os sabores continuam perfeitos, pois seleciona os melhores ingredientes, sem conservantes. Os caldos de peixe e camarão são produzidos por ela mesma. O camarão seco, o siri e a farinha fina vêm de Salvador. A casquinha é puríssima, sem mistura de peixe, hábito comum em muitos lugares, mas que ela não aprova.

Catia Fahel

@deliciadabahia

Ai que delícia tudo isso, hein? Ficou com vontade? Pede já! Não passe vontade não! Até a próxima!

@cinaradeliz

Cinara de Liz é moradora do Morumbi e conhece muitos lugares para se comer no bairro.

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-abril-2021-banner (1)
vinheta-abril-2021-banner (2)
vinheta-abril-2021-banner (3)
vinheta-abril-2021-banner (4)
vinheta-abril-2021-banner (5)
vinheta-abril-2021-banner (6)
vinheta-abril-2021-banner (7)
vinheta-abril-2021-banner (8)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados