Os filhos devem colaborar no bom andamento do lar

Cynthia Passianotto

Do mesmo modo que desde muito pequeno acostumamos nossos filhos comer e se vestir sozinhos, devemos acostumá-los a ir fazendo pequenas tarefas em casa de acordo as idades e o que são capazes de fazer.

Nunca é muito cedo para ensinar ao filho a ser responsável. Nos primeiros anos de vida pode fazer como um jogo. Enquanto seu bebê começa a engatinhar pode estimular–lhe para que recolha seus brinquedos e jogue dentro de um cesto grande por exemplo. 

Quando seu filho tiver 2, 3 ou 4 anos já poderá assumir pequenas responsabilidades:

  1. Ajudar a colocar a mesa.
  2. Alimentar o bichinho de estimação.
  3. Regar as plantas.
  4. Ajudar a mamãe a esticar as camas.
  5. Preparar sua roupa para o dia seguinte.
  6. Apagar as luzes.
  7. Recolher seus objetos pessoais.

Entre os 5 e 7 anos pode assumir responsabilidades maiores como, por exemplo:

  1. Atender ao telefone.
  2. Tomar banho e vestir-se sozinho.
  3. Cuidar do animal de estimação.
  4. Tirar o lixo.
  5. Guardar seus brinquedos.
  6. Arrumar sua mochila escolar.
  7. Guardar as louças lavadas.
  8. Passar o aspirador.
  9. Colocar a mesa do almoço ou jantar.

Pouco a pouco, a criança terá que ir aprendendo. Deverá aprender que na vida, há coisas desagradáveis ou aborrecedoras e que não há opção a não ser aceitar se quer crescer. Se a criança observa que seus pais e irmãos maiores realizam estas tarefas de forma regular compreenderá que há certas tarefas necessárias que deve fazer.

Para que desenvolva a responsabilidade, a criança deve ser consciente de que tem que responder a alguém pelos trabalhos realizados. Os pais deverão, portanto, avaliar periodicamente seu cumprimento. É importante que seu filho entenda bem em que consiste sua tarefa, para que possa cumprir com cuidado. Além disso, deve entender o propósito da tarefa: isto é, porque é importante que o faça.

Na hora de distribuir as tarefas convém respeitar as iniciativas de seu filho. No que diz respeito a tarefa escolhida, ou melhor quanto à forma de cumpri-la. Se ele puder escolher livremente estará exercitando sua responsabilidade. Deve-se procurar que cada filho tenha tarefa que possa cumprir bem. Desta forma poderão experimentar a satisfação do trabalho bem-feito e verá reforçado seu próprio sentimento de autoestima. Para isso é importante que os pais recompensem periodicamente o comportamento responsável, já que é difícil que seu filho aumente sua capacidade para ser responsável se não consegue nenhuma recompensa ou elogio por seu comportamento. Pelo contrário se continuamente se lhe critica, ridiculariza ou tacha de irresponsável, seu filho acabará acreditando que o é e comportando-se como tal.

Portanto elogie e recompense os trabalhos feitos.

Cynthia Wood Passianotto  é psicóloga e escreve quinzenalmente na Dolce Morumbi. Acompanhe a Cynthia também em suas Redes Sociais: @cynthia_wood_passianotto @crescendoeacontecendo

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-abril-2021-banner (1)
vinheta-abril-2021-banner (2)
vinheta-abril-2021-banner (3)
vinheta-abril-2021-banner (4)
vinheta-abril-2021-banner (5)
vinheta-abril-2021-banner (6)
vinheta-abril-2021-banner (7)
vinheta-abril-2021-banner (8)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados