Arte Renascentista

Dolce Arte

Amanda Sanzi

“Renascer”

O Renascimento foi um movimento artístico, cultural e científico que surgiu na Itália, no século XV e se expandiu para outras regiões da Europa. O movimento representou uma das principais mudanças de mentalidade na história da humanidade.

A visão teocêntrica que enxergava Deus como centro do universo estava dando lugar ao pensamento antropocêntrico, que percebia o homem como figura central do universo.

Renascimento significa “nascer de novo”, “renascer”.  A palavra “Renascimento” foi utilizado para nomear o movimento pela 1ª vez pelo arquiteto toscano Giorgio Vasari (1511-1574). Ele queria expressar o desejo de fazer renascer o pensamento e a arte dos antigos gregos e romanos em oposição aos valores cultivados durante o período medieval.

Mediante o volume de obras e artistas que aparecem na Itália, os historiadores resolveram periodizar o Renascimento Italiano em três fases distintas: o Trecento, que corresponde à fase inicial do movimento renascentista, no século XIV; o Quattrocento, onde temos vários trabalhos na cidade de Florença, os quais correspondem aos séculos XV; e o Cinquecento, última fase – transcorrida no século XVI – onde a cidade de Roma assume posição de destaque.

Além disso, devemos também frisar que esse mesmo destaque também se justifica em razão da rica classe comerciante que incentivou o trabalho de vários artistas dessa época.

CARACTERÍSTICAS DO RENASCIMENTO

As maiores características do renascimento se pautavam nesses principais pontos:

  • Humanismo, que consiste na valorização do ser humano.
  • Naturalismo, ou valorização da natureza como obra de Deus, interligada ao ser humano.
  • Racionalismo, onde os renascentistas eram convictos de que a razão era o único caminho para se chegar ao conhecimento, e que tudo podia ser explicado pela razão e pela ciência;
  • Experimentalismo, onde para eles todo conhecimento deveria ser demonstrado através da experiência científica.
  • Individualismo, que parte do princípio do homem conhecer a si próprio, buscando afirmar sua própria personalidade, talentos e satisfazer suas ambições. Esta concepção se baseia no princípio de que o direito individual estaria acima do direito coletivo.
  • Antropocentrismo, que colocava o homem como a suprema criação de Deus e como o centro do universo.
RENASCIMENTO ARTÍSTICO 

Os pintores e escultores do Renascimento introduziram inovações que marcaram a arte de sua época. Veja quais foram elas:

  • Realismo: o esforço em retratar a figura humana e as paisagens exatamente como elas eram.
  • Domínio da Perspectiva: técnica que transmite a sensação de profundidade.
  • Autorretrato: o artista passou a pintar a si próprio.
PRINCIPAIS ARTISTAS RENASCENTISTAS 

Ao falarmos sobre o Renascimento, logo fazemos frequente menção aos vários artistas italianos que fizeram parte do referido movimento. 

Os artistas de maior destaque no Renascimento italiano, assim como suas obras, foram: Michelangelo (escultura e pintura), Leonardo da Vinci (escultura, pintura e ciência), Rafael Sânzio (pintura), Donatello (escultura), Giotto di Bondone (pintura e arquitetura), Sandro Botticelli (pintura), entre muitos outros.

Observe a imagem abaixo a escultura Pietá, de Michelangelo. Perceba como a anatomia humana foi evidenciada. A Renascença contrastou com a cultura medieval exatamente por mostrar o humano em toda a sua forma e grandeza. É um realismo que impressiona! 

Foto Pietà (Michelangelo) | Fonte: Wikipedia
A criação de Adão, obra pintada na Capela por Michelangelo. Umas maiores obras renascentistas | Fonte: Wikipedia
Homem vitruviano, umas das obras mais conhecidas do Renascimento, de autoria de Leonardo Da Vincci | Fonte: Wikipedia

O desenho “Homem vitruviano”, feito por Leonardo da Vinci apresentado acima em 1490, remete à ideia humanista de que “o homem é a medida de todas as coisas”.

Da Vinci (1452-1519) é considerado o homem do Renascimento por excelência. Entre várias obras-primas destacam-se a Mona Lisa. Tida como um ícone do Renascimento, a Mona Lisa é lembrada por todos quando se fala em Renascimento. O sorriso enigmático e o olhar intrigam a todos. Da Vinci, um mestre no jogo de luz e sombra, inovou na perspectiva e no traço.

Mona Lisa de Leonardo da Vinci | Foto: Brasil Escola

Rafaello Sanzio (1483-1520)

Considerado como o pintor que melhor desenvolveu, na Renascença, os ideais de harmonia e regularidade de formas e de cores. 

A “Madonna Sistina”, de 1512, é uma representação da Virgem Maria feita pelo pintor italiano Rafael. A pintura se tornou conhecida nem tanto pela imagem de Maria, mas por um detalhe: os dois anjos aos pés da figura central. Os anjos ganharam o mundo já em meados do século XIX e são sucesso até hoje.

Donato di Niccoló di Betto Bardi, mais conhecido apenas por Donatello, foi um importante escultor italiano do período do Renascimento Cultural. Nasceu em 1386, na cidade de Florença, e morreu em 1466 na mesma cidade.

Giotto di Bondone, mais conhecido por Giotto, foi um pintor e arquiteto italiano. Foi discípulo de Cinni di Pepo. Devido ao alto grau de inovação de seu trabalho, Giotto é considerado por Giovanni Boccaccio o precursor da pintura renascentista

Retrato anônimo, Museu do Louvre | Fonte: Wikipedia

A obra “O Nascimento de Vênus”, de Sandro Botticelli, é uma das mais famosas pinturas do Renascimento e foi produzida por volta de 1485, durante o Quatrocento.

Renascimento foi o resultado das transformações no alvorecer do Mundo Moderno. A renascença, tomada do ângulo das ideias e atitudes que a caracterizam, foi considerada como o período em que florescem os fundamentos da Modernidade. 

Foi um movimento diretamente associado às condições históricas de um novo mundo em ascensão. 

Além de modificar a natureza das artes, com a introdução de técnicas mais apuradas e o gosto pela temática humanística, o renascimento também provocou uma mudança no meio científico. Por meio de ações que envolviam a observação e a experimentação do mundo, os cientistas dessa época conquistaram importantes informações que contribuíram no desenvolvimento da medicina, da astronomia e da física. 

Ufa, quanto teor! Fecho este artigo com o lema científico da época “ver para crer”. Se antes a ciência buscava o significado e a certeza nas obras dos antigos, a doutrina renascentista passou a buscar a exatidão mediante a observação.

Amanda Sanzi é artista visual, moradora do Morumbi e expressa sua compreensão do mundo através de suas obras!

amandasanzi.com

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-julho21-banner-(1)
vinheta-julho21-banner-(2)
vinheta-julho21-banner-(3)
vinheta-julho21-banner-(4)
vinheta-julho21-banner-(5)
vinheta-julho21-banner-(6)
vinheta-julho21-banner-(7)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados