Você sabe por que Outubro é Rosa?

Eleine Bélaváry

A história do ‘Outubro Rosa’ surgiu no final dos anos 90, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org). Na ocasião, com os inúmeros acontecimentos em outubro, o evento tornou-se uma tradição e a ideia de que outubro representasse o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama foi aprovado pelo Congresso Americano.

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi, nos Estados Unidos, passaram a comemorar e realizar ações relacionadas à prevenção do câncer de mama, denominando o movimento como ‘Outubro Rosa’. Todas as iniciativas eram e são até hoje direcionadas a conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce. Inicialmente, para sensibilizar a sociedade, as cidades eram enfeitadas com os laços rosas, principalmente nos locais públicos. Depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes de câncer de mama, eventos culturais etc. (www.pink-october.org).

Iluminar monumentos, prédios públicos, pontes, teatros com a cor rosa foi uma iniciativa adotada posteriormente, uma forma prática para que o ‘Outubro Rosa’ ganhasse abrangência e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

A popularidade do ‘Outubro Rosa’ alcançou o mundo, motivando e unindo diversos povos em torno de uma causa nobre. Isso faz com que a iluminação em rosa assuma um importante papel, transformando-se em algo visual e compreendido em qualquer lugar do planeta.

A primeira iniciativa no Brasil foi a iluminação em rosa do monumento ‘Mausoléu do Soldado Constitucionalista’ (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo Capital, que foi realizada por um grupo de mulheres simpatizantes à causa do câncer de mama, com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos.

Todo ano, as instituições de apoio ao câncer de mama promovem em outubro vários eventos com objetivos específicos:

  • Compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença;
  • Alertar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce;
  • Ressaltar a importância de olhar para a própria saúde com atenção;
  • Proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento;
  • Contribuir para a redução da mortalidade.

Entre as instituições referência, destaco aqui o trabalho relevante da UNACCAM – União e Apoio no Combate ao Câncer de Mama, pioneira na capacitação de voluntários para apoiar pacientes e familiares, assim como conscientizar a sociedade sobre o diagnóstico precoce.

Foi em agosto de 2001, quando Ermantina Ramos (Tininha) e Lourdinha Borges (paciente de câncer de mama), conscientes da necessidade de voluntários capacitados em nosso país, fundaram a UNACCAM, com o apoio de senhoras e pacientes do Hospital das Clínicas e a parceria do Dr. José Aristodemo Pinotti, na ocasião diretor executivo do Instituto da Mulher do Hospital das Clínicas de São Paulo e chefe do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da USP. Hoje, Clarisia Ramos, filha de Tininha e atual Presidente, dedica-se integralmente à gestão da entidade para dar sequência ao nobre legado da mãe. Trouxe um novo olhar à organização e tem feito muita diferença no contexto do câncer de mama no Brasil.

Ermentina Ramos (Tininha)
Tininha e Clarisia Ramos

Em 2021, a UNACCAM comemora 20 anos e, desde sua fundação, já realizou inúmeros eventos, caminhadas, debates, além de duradoras parcerias com outras organizações da sociedade civil, instituições privadas e profissionais, que compartilham de seus valores e luta. De 2014 até agora, entre outras importantes atividades, a instituição já doou mais de 1.000 mamografias, além de lenços e perucas.

Desde 2006, a UNACCAM participa do Outubro Rosa e, este ano, na abertura oficial do evento, a entidade – cuja missão é prover informação qualificada para população em geral e capacitação dos voluntários como agentes multiplicadores de informação na saúde mamária, difundir a importância do diagnóstico precoce realizando pesquisas que beneficie a população e orientar os pacientes e seus familiares – receberá uma homenagem no Clube Paulistano e durante todo o mês irá oferecer palestras online nos seguintes temas:

  1. Qualidade de Vida
  2. Diagnóstico Precoce
  3. Saúde integrativa
  4. Políticas Públicas e Advocacy
  5. Direitos dos Pacientes
  6. A importância do apoio familiar e o poder do afeto.
  7. Depoimento de pacientes
Fundadores
Tininha e voluntárias

As empresas podem contratar palestras in company para seus colaboradores e a entidade já possui várias solicitações confirmadas. Outras atividades que acontecerão durante o mês de outubro serão o curso online “Maquiagem para Pacientes”, lançamento do livro “Cura: Testemunhos de Pacientes”, corrida digital e várias lives especiais nas redes sociais.

A Diretoria e Conselho da UNACCAM são formados por profissionais renomados da Sociedade Brasileira de Mastologia, Sociedade Brasileira de Cancerologia, Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Consórcio Brasileiro de Saúde Integrativa, além de 15 advogados que compõem o Comitê de Direito à Saúde.  Estes mesmos profissionais são voluntários em várias atividades que a entidade oferece gratuitamente, como Curso de Capacitação em Saúde Mamária, Seminários, Workshops e Palestras de Conscientização em empresas, hospitais, comunidades, igrejas ou outros locais onde possam levar informação de alta qualidade. Além disso, há também os projetos ‘Beleza na Cabeça’, ‘Maquiagem para Autoestima’ e ‘Mamografia para Todos’.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células anormais da mama, sendo o mais diagnosticado entre as mulheres em todo o mundo e responsável por 1 em cada 4 casos de câncer. É o câncer mais frequente entre os dois sexos e a principal causa de morte por câncer em mulheres, que também acomete homens, apesar de raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Em 2020, segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer, houve uma estimativa de 18.295 mortes por câncer de mama, sendo 18.068 mulheres e 227 homens.

Há inúmeros tipos de câncer de mama. Alguns têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem lentamente. A maioria dos casos, quando tratados adequadamente e em tempo oportuno, apresentam bom prognóstico. Não há somente uma causa. A idade é um dos mais importantes fatores de risco para a doença (cerca de 4 em cada 5 casos ocorrem após os 50 anos). 

Conheça os outros fatores que aumentam o risco da doença:

Fonte: https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-mama

* Não realizar ao menos 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada.

**A mulher que possui um ou mais fatores genéticos/hereditários apresenta risco elevado de desenvolver câncer de mama. Apenas 5 a 10 % dos casos da doença estão relacionados a esses fatores.

Formanda em conclusão do curso de capacitação
Formandas
Palestra em empresas

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como praticar atividade física; manter o peso corporal adequado; evitar o consumo de bebidas alcoólicas; não fumar e evitar o tabagismo passivo. Pensando nisso, a UNACCAM este ano realiza pela segunda vez a Corrida Digital, que tem como objetivo captar recursos e alertar a população sobre a importância da atividade física.

Por fim, reproduzo aqui a famosa frase que Tininha Ramos sempre repetia: “Quem procura acha, quem acha, cura!”.

Por isso, cuidem-se!!

Consulte a UNACCAM sobre como a sua empresa pode apoiar esta causa.
Ou acesse: www.unaccam.org.br/seja-um-doador#FormularioDoeAqui

Cartilha do site do INCA
Outubro Rosa - biking na Av. Paulista - SP Capital
Outubro Rosa Biking - Dra. Patrícia Valentini, Eleine Bélaváry e Clarisia Ramos

Eleine Bélaváry é moradora do Morumbi, bióloga e Sócia proprietária da Connexion Negócios Sustentáveis

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-julho21-banner-(1)
vinheta-julho21-banner-(2)
vinheta-julho21-banner-(3)
vinheta-julho21-banner-(4)
vinheta-julho21-banner-(5)
vinheta-julho21-banner-(6)
vinheta-julho21-banner-(7)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados