Gestão comportamental: entenda definitivamente como ela impacta a empresa

Paula Rotta Assis

Por muitos anos, o capital humano foi desvalorizado nas empresas e os profissionais eram considerados apenas componentes facilmente substituíveis para o negócio. Esse pensamento mudou com o tempo e a gestão comportamental — pautada nos perfis comportamentais — começou a fazer parte dessa revolução.

A gestão comportamental surge como um método de orientar as atividades e ações das pessoas de maneira mais estratégica e inteligente. O perfil comportamental de cada profissional é usado como ponto de partida para a montagem de times mais fortes e adequados, com potenciais produtivos otimizados.

O perfil comportamental é um conjunto de características pessoais que ajuda a prever futuras atitudes diante de diferentes situações. Ele é, portanto, uma forma de entender como os colaboradores lidam com diferentes estímulos.

Antes de começar a análise do perfil comportamental, é preciso entender a sua importância para a empresa e para os colaboradores.

Através do mapeamento das características de cada um, o RH consegue realizar programas de desenvolvimento mais robustos, formar equipes de alta performance, fortalecer a cultura organizacional, além de recrutar talentos de forma mais assertiva e diminuir a taxa de turnover.

A análise do perfil comportamental é de extrema importância na avaliação de candidatos para uma vaga de emprego, pois a partir dela é possível analisar quais perfis se adequam melhor à sua cultura organizacional.

Por exemplo, em uma organização em que o trabalho em equipe é muito valorizado, é importante que o colaborador que entrar na empresa tenha um perfil adequado ao trabalho em equipe. Ou seja, é fundamental que ele tenha características que façam parte do cotidiano da empresa, como ser mais colaborativo do que individualista e saber lidar com conflitos de forma assertiva.

Com isso, é possível evitar futuros conflitos, montar equipes mais harmônicas e ter um clima organizacional forte e unificado.

Após realizar o mapeamento das características dos seus funcionários, torna-se mais dinâmico entender quais são os perfis que melhor se encaixam para cada vaga. Afinal, cada equipe terá uma necessidade diferente e é preciso buscar perfis que se complementem.

Uma contratação errada pode custar até R$ 150.000,00 para uma empresa, por isso é importante buscar colaboradores cujo perfis se encaixem em sua cultura organizacional.

Também é importante ressaltar que o mercado hoje vende essas análises de forma muito robótica, e eu defendo a tese de organizações mais humanizadas. Prefiro a contratação dessa análise de forma mais humana, onde consultores entreguem mais do que um relatório de perguntas e respostas, mas uma análise mais profunda e pessoal da sua equipe.

Você já parou para pensar o quanto sua empresa perdeu financeiramente com contratações sem estratégia?

No próximo artigo vamos falar sobre cada perfil comportamental e como eles são importantes na estratégia para montar uma equipe produtiva.

Paula Rotta Assis é co-fundadora da PRA Consult, uma consultoria de negócios que atende pequenas e médias empresas em projetos de Recursos Humanos, Contábeis, Financeiros e assessoria Executiva. É graduada em Gestão de Recursos Humanos e atua no mercado corporativo há mais de 10 anos liderando equipes e projetos na obtenção de suas metas e resultados.

Este artigo é um oferecimento de Touchédigital Marketing OnLine
Inteligência em Marketing Digital

abrakadabra-banner
touche-presenca-online-jan21-(2)
touche-presenca-online-jan21-(3)
touche-presenca-online-jan21-(4)
touche-presenca-online-jan21-(5)
presenca-online-campanha-touche (6)
Anterior
Próximo

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-julho21-banner-(1)
vinheta-julho21-banner-(2)
vinheta-julho21-banner-(3)
vinheta-julho21-banner-(4)
vinheta-julho21-banner-(5)
vinheta-julho21-banner-(6)
vinheta-julho21-banner-(7)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados