Seu “lixo” é riqueza desperdiçada

Eleine Bélaváry

O Brasil é um dos países que mais produz resíduos e menos recicla no mundo! Nossos números indicam que cada brasileiro gera cerca de 1,4 quilo de resíduos sólidos por dia – em torno de 379 quilos/pessoa/ano -, o que resultou no total de 79 milhões de toneladas de resíduos gerados pela população em 2020. A má notícia é que aproximadamente 40% deste montante (30 milhões de toneladas) acaba sendo despejado em locais inadequados – como lixões – e somente cerca de 4% é reciclado.

A ausência de práticas ambientais adequadas significa uma perda anual de oportunidade econômica em relação à valorização dos resíduos que fica na ordem dos R$ 14 Bilhões, deixando de gerar trabalho e renda para milhares e milhares de famílias. Além disso, a destinação ambientalmente correta alivia os aterros sanitários, que a cada ano ficam mais lotados, poluindo o ar e o solo com o chorume do lixo depositado.

O descarte incorreto e a destinação inadequada de resíduos sólidos são os principais fatores de poluição do planeta, contaminando o meio ambiente e afetando a vida da população. Mais precisamente, a saúde de cerca de 76 milhões de brasileiros é prejudicada, gerando um custo ambiental e em tratamento de doenças de 1 Bilhão de Dólares por ano.

Não somente o material reciclável tem valor econômico, como também o orgânico. O biogás é a energia produzida pelo gás liberado na decomposição do lixo orgânico, uma alternativa inteligente e natural para a geração de eletricidade. Além disso, essa prática reduz o volume encaminhado aos aterros sanitários, despoluindo o ar e reduzindo doenças.

Colocação de placa Condomínio Participante do SustentaMundoBR - Parahyba

No contexto brasileiro, há vários gargalos que contribuem para o triste panorama dos resíduos. Um deles é a baixa profissionalização dos catadores, que representam a linha de frente da coleta seletiva. Outros fatores que dificultam a efetiva incorporação da economia circular no país são o baixo nível de consciência e educação ambiental da população e das empresas. Por exemplo, no que tange à logística reversa das embalagens pós-consumo, a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece que todo fabricante, importador, distribuidor e comerciante deve se responsabilizar pelo recolhimento de seus produtos e resíduos, assim como pela destinação final ambientalmente adequada dos materiais. Porém, o índice de logística reversa das empresas é ainda incipiente.

Um fato impressionante é a gestão dos resíduos na indústria da moda. De acordo com um relatório divulgado pela Ellen MacArthur Foundation, a cada segundo, o equivalente a um caminhão de lixo têxtil é jogado em aterros ou incinerado. E essa prática não é rara. O mercado de luxo, especialmente no setor de roupas e acessórios, é responsável por importantes passivos ambientais resultantes do inadequado gerenciamento de seus resíduos.

Mundialmente, vivemos uma gigantesca crise relacionada à gestão do lixo. Sabemos que a pandemia interferiu no dia a dia das pessoas e que muitas delas passaram a enxergar a natureza de outra maneira. Em pouco tempo, é preciso que a economia circular esteja efetivamente instalada na cultura dos brasileiros para que, num futuro próximo, tenhamos empresas e cidadãos mais engajados na sustentabilidade do planeta.

Boas práticas podem mitigar a pegada humana no contexto do aquecimento global. Por isso é tão importante que cada um se responsabilize por suas ações, desde o momento do consumo e, principalmente, no descarte dos resíduos sólidos, não apenas em datas especiais, mas todos os dias do ano.

Telines Basílio, Presidente da Coopercaps (SP) que foi ministrar treinamento na cooperativa de Cabedelo

E para elevarmos o insignificante índice de 4% de reciclagem do Brasil e alcançarmos o nível de gestão dos resíduos observado em vários outros países, é fundamental que haja consenso entre o poder público, os grandes geradores e a população em geral. Somente assim contribuiremos para a geração de riqueza e uma melhor qualidade de vida no nosso país.

Nos últimos anos, temos visto o aumento de iniciativas de coleta seletiva, assim como uma maior conscientização dos consumidores sobre a necessidade de reduzir a geração de resíduos, especialmente entre os mais jovens. Mas ainda assim, para que nosso país entre efetivamente na trilha da economia circular, precisamos unir esforços entre os vários atores envolvidos na cadeia da reciclagem. Para isso, é cada vez mais urgente o surgimento de negócios de alto impacto que resolvam essa complexa dor da humanidade: a gestão do ‘lixo’. E para ilustrar, apresento aqui um negócio recentemente lançado.

Cooperados da Astrec recebendo a concessão do galpão e equipamentos
Entrega de cestas básicas aos cooperados

SustentaMundoBR

Inspirada no Recicla Morumbi, um movimento conduzido no bairro entre 2007 e 2009, a startup SustentaMundoBR oferece soluções completas e integradas na gestão de resíduos de condomínios residenciais e empresariais. O propósito é gerar impacto socioambiental por meio da implantação da coleta seletiva, conscientização, educação e mobilização das pessoas, logística de coleta e potencialização do valor econômico dos materiais para criação de oportunidades de trabalho nas associações de catadores locais.

O piloto do SustentaMundoBR, patrocinado pela escola bilíngue canadense Maple Bear, foi conduzido nos municípios de Cabedelo e João Pessoa (Paraíba) e, em plena pandemia e no curto período de 4 meses, teve a adesão de empreendimentos e condomínios residenciais, envolvendo cerca de mais 600 famílias. Com isso elevou o volume da coleta de recicláveis de 1 para 15 toneladas, que era encaminhado à associação de catadores parceira. Assim, em menos de 120 dias, viabilizou a abertura de 6 novos postos de trabalho e o aumento da remuneração mensal dos cooperados em 50%.

No final de maio, o SustentaMundoBR, que segue o modelo de franquia social como estratégia de crescimento, celebrou um Protocolo de Intenções com a Secretaria de Infraestrutura Meio Ambiente do Governo do Estado de São Paulo, com o objetivo de alavancar programas de coleta seletiva em municípios consorciados, contando com a parceria da FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.

Além disso, a startup acaba de participar do Programa de Aceleração Vitasay Start50+ promovido pelo Grupo Hypera, em parceria com Yunus Social Business, referência mundial no apoio e desenvolvimento de negócios com foco em impacto social e ambiental. Entre 380 projetos participantes e diante de critérios rigorosos, o SustentaMundoBR foi um dos seis selecionados para o processo de aceleração e validação do melhor modelo de negócio.

Acesse www.sustentamundobr.com.br

 @sustentamundobr


 Sustenta Mundo BR

Programa de Aceleração VitasayStart50+ & Yunus Corporate

Eleine Bélaváry é moradora do Morumbi, bióloga e Sócia proprietária da Connexion Negócios Sustentáveis

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-dolce-setembro21-banner-(1)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(2)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(3)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(4)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(5)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(6)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(7)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(8)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados

Comentários

  1. Muito bom!! não imaginava tantas oportunidades em uma coisa tão simples.

    • Sim, Rodrigo!!! É simples e precisa ser levado à sério, né? Obrigada!! Abs

  2. Eleine, gostei muito do seu texto. É bom saber de iniciativas que estão dando certo.
    Gostaria muito que vc pudesse em próximas matérias indicar serviços de coleta seletiva em SP que tenha interesse na orientação e coleta de Condominios. Abraços.

    • Oi Nane! Obrigada!! O SustentaMundoBR é uma empresa que presta serviço de coleta seletiva para condomínios, tb em São Paulo. Posso te explicar. Beijos!!

  3. Mais ou menos assim, tudo que vc toca vira ouro… parabéns!!!

    • Obrigada, Fábio!!

  4. Matéria importantíssima! Parabéns à SustentaMundoBRMatéria importantíssima! Parabéns à SustentaMundoBR. Parabéns à Eleine Béleváry pelo trabalho incansável!

    • Querida, obrigada pelo carinho de sempre!! Beijos, beijos!!


Comments are closed for this article!