Transtornos mentais e comportamentais estão entre as principais causas de perdas de dias de trabalho no mundo

Dolce Capital Humano

Paula Rotta Assis

O problema da saúde mental no Brasil não é novidade, e com o isolamento social, a crise e a mudança de hábitos, as emoções estão mais fortes e presentes. Afinal, não é fácil lidar com toda essa situação.

Segundo uma pesquisa do instituto Ipsos, encomendada pelo Fórum Econômico Mundial e cedida à BBC News Brasil, 53% dos brasileiros declararam que seu bem-estar mental piorou um pouco ou muito no último ano. Essa porcentagem só é maior em quatro países: Itália (54%), Hungria (56%), Chile (56%) e Turquia (61%).

“A gente já havia percebido isso em outra pesquisa global que fizemos em março do ano passado, quando 41% dos brasileiros relatavam ter sintomas como ansiedade, insônia ou depressão já por consequência da pandemia”, diz à BBC News Brasil Helena Junqueira, gerente de pesquisas digitais do Ipsos. (Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/geral-56726583)

Em meio a devastação da maior crise econômica o saldo é de que a saúde mental das pessoas está piorando, por isso o tema se tornou mais discutido recentemente.

Este não é um problema exclusivo do Brasil, é um problema global e que atinge não somente a vida pessoal, mas o mundo corporativo.

Afinal, o que as empresas estão fazendo para cuidar disso?

Antes de qualquer coisa, as empresas são compostas por pessoas. Pessoas que fazem acontecer e são responsáveis por movimentar todo o negócio. A partir do momento que a condição afeta a saúde mental, irá afetar também a qualidade do trabalho. Ainda segundo dados da OMS, os transtornos mentais e comportamentais estão entre as principais causas de perdas de dias de trabalho no mundo. Os casos leves causam em média perda de quatro dias de trabalho por ano e os graves cerca de 200 dias de trabalho por ano.

Para proteger a saúde mental é necessário reduzir os fatores de risco relacionados ao trabalho, desenvolvendo aspectos positivos e entendendo as oportunidades e necessidades de cada colaborador de forma individual. 

Não é de hoje que sabemos que um bom clima para se trabalhar é fator essencial para a saúde do colaborador, mas isso não é suficiente, várias empresas já implantaram programas de apoio psicológico e bem-estar aos seus colaboradores, mas isso ainda é um tabu dentro do mundo corporativo. Uma pesquisa com mais de 2.000 trabalhadores mostrou que apenas 36% se sentem à vontade para falar com o psiquiatra ou psicólogo que é indicado pela empresa e somente 33% se sentem confortáveis em falar com seu head sobre esse assunto.

Incentivar e incluir na cultura da empresa esse assunto é o que vai trazer efeito de verdade. Promover rodas informais de conversa sobre o assunto, promover atendimento psicológico também aos familiares, praticar empatia entre a liderança e liderado, implantar campanhas internas para aumentar a conscientização sobre temas relevantes.

Uma ação que na prática tem dado muito certo em grandes empresas são programas como: estipular dias fixos em que não se recomenda a realização de reuniões internas, tão comuns após a pandemia. Estimular um feriado corporativo e deixar este dia para toda a empresa cuidar da saúde física e emocional.

Mas, principalmente ouvir os colaboradores e entender que possuir um conjunto de diferentes práticas é importante para acompanhar e apoiar as diversas fases de vida e papeis do time.

É importante tornar o tema “saúde mental” acessível a todos, sem mitos e tabus. É necessário falar abertamente, escutar com atenção e agir prontamente!

Paula Rotta Assis é graduada em Gestão de Recursos Humanos, formada como Orientadora de Carreira e Analista Comportamental. Atua no mercado corporativo há mais de 10 anos estruturando e implantando áreas de Recursos Humanos. Lidera equipes e projetos na obtenção de suas metas e resultados.

Conheça seus perfis:

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (1)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (2)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (3)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (4)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (5)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (6)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (7)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (8)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (9)
Anterior
Próximo

Ainda não há comentários. Deixe o seu abaixo!