Estudo DNA Urbano revela o que as pessoas acham de viver em São Paulo

Cerca de 80% dos paulistanos estão satisfeitos com suas vizinhanças e a zona oeste é a mais bem avaliada por moradores de São Paulo

O estudo DNA Urbano, feito pelo DataZAP, braço de inteligência imobiliária do ZAP+, revela que 77% dos moradores de São Paulo avaliam os bairros em que vivem como bom ou ótimo. A percepção varia conforme a região da cidade, sendo a zona Oeste a mais bem avaliada, com nota média de 8,2. No outro extremo, a zona Norte obteve a pior média, de 6,9. Já na capital paulista, a média é de 7,5.

Os promotores do bairro de moradia, ou seja, os entrevistados que indicariam o bairro para um familiar ou amigo morar representam 38% dos participantes do estudo. Na zona Oeste, o índice chega a 51%, versus os 29% registrados entre os moradores da zona Norte.

Quando perguntados sobre onde desejariam morar se fossem buscar um novo imóvel, 52% dos respondentes declaram ter o desejo de continuar morando no mesmo bairro, enquanto 48% preferem mudar de vizinhança.

Decisão de ficar ou não no bairro

O estudo também avaliou que os principais fatores para manter alguém no mesmo bairro são a grande oferta de transporte público (42%), a tranquilidade do bairro (33%), a proximidade ao trabalho (32%) e aos familiares e amigos (29%) e a grande oferta de serviços (28%) e de comércios (28%).

Danilo Igliori, economista do DataZAP, comenta que os motivos para ficar em um local mudam conforme a localização: “Na média da cidade, 28% comentam que permaneceriam em um bairro com grande oferta de comércio e de serviços, mas o índice sobe para 44% entre os entrevistados do Centro. Já a proximidade de amigos e famílias é valorizada por 50% dos moradores da zona Norte, contra 29% na média de São Paulo.”

Por outro lado, os principais motivos que levam o morador a desejar uma mudança são estar mais próximo do trabalho (30%), residir em um bairro mais tranquilo (30%), com mais oferta de transporte público (30%) e que tenha imóveis nas características que busca (29%).

Os fatores para mudança também são vistos de forma diferente pelos moradores de São Paulo. “Apenas 14% dos entrevistados da zona Oeste citam como motivo para troca de bairro ficar mais próximo do trabalho, enquanto a média da cidade é de 30%. Já a insegurança do bairro atual é citada como incômodo por 31% dos respondentes do Centro, ante os 11% da média municipal”, comenta Igliori.

O estudo foi realizado por meio de pesquisa quantitativa, online e de autopreenchimento realizada com usuários dos portais ZAP Imóveis e Viva Real ou impactados pela comunicação do ZAP+ por meio dos canais de comunicação online. Foram 829 respondentes residentes da cidade de São Paulo (SP) entre os dias 07 de outubro e 03 de novembro de 2020. A margem de erro é de 3 p. p. (nível de confiança de 95%).

No Brasil desde 2010, a OLX Brasil tem a missão de empoderar as pessoas a alcançarem seus sonhos, reinventando o modelo de consumo. A empresa é 100% digital e faz isso por meio de tecnologia desenvolvida localmente, ajudando seus usuários a comprar e vender quase tudo de maneira rápida, segura e conveniente. Ao encorajar o reuso, a OLX Brasil contribui com a redução de lixo, de emissões de CO2 e incentiva o uso de recursos naturais, dando aos itens segunda, terceira e até uma quarta vida.

Com a aquisição do Grupo ZAP, concretizada em novembro de 2020, a OLX Brasil passa a contar com duas unidades de negócios: OLX, que segue operando como plataforma horizontal com as categorias de Autos, Imóveis, Bens de Consumo, Empregos e Serviços, além da carteira digital OLX Pay; e ZAP+, totalmente focada em imóveis e responsável pelas marcas ZAP, VivaReal, Data ZAP, Anapro, Inc Pro, Geoimovel, Imobilinks, Conecta Imobi e ZAP Fin. O ZAP+ também passa a comercializar todos os produtos de imóveis das diferentes marcas do grupo.

A aquisição envolveu a compra de 100% das ações do Grupo ZAP. Os acionistas da OLX Brasil continuam sendo os dois dos principais grupos globais de mídia e investimento em marketplaces: Prosus N.V. (50%), listada na bolsa de Amsterdam e majoritariamente controlada pela Naspers Ltd, e Adevinta ASA (50%), listada na bolsa de Oslo e controlada pelo grupo norueguês Schibsted.

LinkedIn: OLX Brasil
Facebook: OLX Brasil
Twitter: @OLX Brasil
Instagram: olxbrasil

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

banner-vinheta-dolce-jan21-(1)
banner-vinheta-dolce-jan21-(2)
banner-vinheta-dolce-jan21-(3)
banner-vinheta-dolce-jan21-(4)
banner-vinheta-dolce-jan21-(5)
banner-vinheta-dolce-jan21-(6)
banner-vinheta-dolce-jan21-(7)
banner-vinheta-dolce-jan21-(8)
banner-vinheta-dolce-jan21-(9)
banner-vinheta-dolce-jan21-(10)
banner-vinheta-dolce-jan21-(11)
banner-vinheta-dolce-jan21-(12)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados