Outubro Rosa incentiva autoconhecimento como arma de prevenção ao câncer de mama

Confira os benefícios dos exercícios físicos à mente e ao corpo. Problema atinge 90% da população mundial, segundo a OMS

Prevenção, detecção e autoconhecimento são os principais pilares da campanha Outubro Rosa, movimento mundial de conscientização e controle do câncer de mama. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicam que, apenas em 2020, 2,3 milhões de novos casos foram identificados no mundo, resultando em cerca de 685 mil óbitos.

Apesar dos números alarmantes, a mastologista Monique Valois, do Hospital Dia Campo Limpo, administrado pelo CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim”, afirma que a taxa de cura do câncer de mama pode chegar a 95%, quando a doença é diagnosticada precocemente.

“Este é um movimento de extrema importância, à medida que coloca a saúde da mama em evidência, incentivando o autocuidado e fazendo com que as mulheres dediquem um tempo para olhar para si”, afirma a especialista.

Dra. Monique destaca que toda mulher deve conhecer o seu corpo. “Isso auxilia o profissional de saúde, caso surja alguma lesão diferente na mama. Apalpar os seios é um gesto de autoconhecimento e deve ser realizado de forma rotineira, independentemente da idade.”

Estatisticamente, a doença é prevalente em mulheres com mais de 50 anos, mas cerca de 10% dos casos surgem antes dos 40. “Infelizmente, nestes casos, a doença tende a ser mais agressiva”, alerta.

Prevenção

Ao contrário do que as pessoas imaginam, a finalidade principal da prática de se apalpar não é a detecção prévia do câncer de mama, mas sim a identificação de possíveis alterações na região mamária.

Conforme a médica, quando o nódulo chega a uma dimensão em que pode ser apalpado, é um sinal de que poderia ter sido diagnosticado precocemente, através de exames de rotina, como uma mamografia, por exemplo.

“É importante que a mulher apalpe suas mamas sempre que se sentir confortável. Isso pode ser feito a qualquer tempo: no banho, durante a troca de roupa ou em frente ao espelho.”

A especialista ressalta que, ao notar quaisquer alterações suspeitas, como nódulos endurecidos na mama, vermelhidão, retrações ou alterações na textura da pele e secreções sanguinolentas do mamilo, é necessário procurar atendimento médico o mais rápido possível.

Alguns fatores como idade e histórico familiar não podem ser alterados em relação aos riscos de desenvolvimento de um câncer de mama. Mas medidas de prevenção, como a diminuição no consumo de álcool, a prática regular de exercícios físicos e o controle do peso, podem auxiliar. Amamentar também é uma forma de prevenção, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), já que a mulher que amamenta durante um ano tem 4,3% menos chances de desenvolver tumores na região.

Tratamento

O tratamento da doença é realizado de acordo com o tipo de câncer de mama, podendo variar conforme o tamanho do tumor, a região no qual está localizado e suas características.

“Os tipos mais agressivos são diagnosticados em estágios mais avançados, normalmente com metástases em pulmão, cérebro, fígado e ossos, podendo levar à morte”, alerta a mastologista.

Cirurgias, radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia são algumas das opções de tratamentos e que também estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

Hospital Dia Campo Limpo

Gerenciado pelo CEJAM, o Hospital Dia Campo Limpo conta com um polo de atendimento para a realização de consultas, biópsias e encaminhamento ao oncologista, em casos positivos para a doença.

Segundo o gerente da unidade, Jean Cley Miranda, após avaliação médica, caso o mastologista ateste a necessidade, a paciente é encaminhada para realização de uma biópsia na própria unidade, onde será colhida uma amostra para análise laboratorial.

“Desde a implementação do serviço, temos conseguido acompanhar indicadores e garantir um diagnóstico precocemente, bem como inserir as pacientes em serviços oncológicos completos e acolhedores, com uma equipe altamente capacitada”, destaca.

Miranda afirma que 100% dos diagnósticos obtidos no hospital foram realizados em um prazo de até 30 dias, contados a partir do momento da biópsia, e as pacientes encaminhadas ao serviço de Oncologia em um período inferior a 60 dias. “Nosso objetivo é garantir que todas sejam assistidas de forma integral.”

Para a Dra. Monique, as mulheres devem se colocar como prioridade e procurar o serviço de saúde anualmente para a realização dos exames de rotina, independentemente do histórico na família.

“Caso surja alguma lesão na mama, não é necessário ter medo. Existe muita vida após o diagnóstico de câncer de mama, e os profissionais de saúde estão disponíveis para ajudar em todas as fases do tratamento”, finaliza a médica.

O CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim” é uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos. Fundada em 1991, a Instituição atua em parceria com prefeituras locais, nas regiões onde atua, ou com o Governo do Estado, no gerenciamento de serviços e programas de saúde nos municípios de São Paulo, Rio de Janeiro, Mogi das Cruzes, Itu, Osasco, Cajamar, Campinas, Carapicuíba, Franco da Rocha, Guarulhos, Santos, Francisco Morato, Ferraz de Vasconcelos e Peruíbe.

Com a missão de ser instrumento transformador da vida das pessoas por meio de ações de promoção, prevenção e assistência à saúde, o CEJAM é considerado uma Instituição de excelência no apoio ao Sistema Único de Saúde (SUS). O seu nome é uma homenagem ao Dr. João Amorim, médico obstetra e um dos fundadores da Instituição.

Colaboração da Pauta:

Máquina CW
[email protected]

Diego Silva ([email protected])
+55 11 3147 7381
+55 11 98400 2902

Tathiana Barbar ([email protected])
+55 11 3147 7257

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-dolce-setembro21-banner-(1)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(2)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(3)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(4)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(5)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(6)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(7)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(8)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados