Como funciona o refinanciamento de veículo financiado

Marketing & Mercado

Oferecimento 

Dá para refinanciar carro financiado? Vou continuar usando o veículo? Posso perder o carro? Veja respostas para essas e outras perguntas aqui na matéria!

Fazer o refinanciamento de veículo é uma oportunidade de obter dinheiro de forma mais simples
Foto de JESHOOTS.com no Pexels

Quer fazer o refinanciamento de um veículo financiado, mas não sabe bem como essa opção funciona?

Pois então, você veio ao conteúdo certo! A seguir, contamos tudo que você precisa saber sobre essa modalidade de crédito fácil.

Inclusive, vale dizer que até quem está com o nome no SPC ou Serasa pode obter dinheiro com o refinanciamento. Basta ter atenção aos documentos necessários. Acompanhe para saber!

O que é o refinanciamento?

O refinanciamento é um tipo de empréstimo em que você, como usuário, vai dar um bem como garantia ao banco.

Ou seja, você vai solicitar um empréstimo e se comprometer a pagar as parcelas dele. Caso não faça, o banco poderá “tomar” seu bem e usá-lo para quitar sua dívida.

O refinanciamento pode ser feito com vários tipos de bens, como um imóvel, moto ou carro.

Como refinanciar meu carro?

Para refinanciar um carro, é muito simples. Basta procurar por uma financeira ou banco que faça refinanciamento.

Em seguida, você vai solicitar o empréstimo e apresentar seu veículo como garantia.

É importante dizer que, mesmo dando o carro como garantia, ele continuará a ser seu. Assim, você poderá usá-lo normalmente.

A única diferença que acontece é que você não poderá vender o veículo sem o consentimento do banco. E, caso essa venda seja feita, será preciso quitar o empréstimo por completo, de uma só vez, com o dinheiro da venda.

Mas pode ser um carro já financiado?

Você pode, sim, refinanciar um carro que foi financiado. Isso mesmo que ainda haja parcelas em aberto do seu financiamento.

Neste caso, o carro será dado como garantia do empréstimo, e então você vai se comprometer com as parcelas dessa transação.

Só que existe uma regra importante: ao obter o refinanciamento, você deverá usar parte do dinheiro para quitar seu financiamento do carro.

Dessa forma, você não terá mais uma dívida com o banco que financiou o veículo, pois ela terá sido paga.

A partir daí, seu único débito será com o banco que fez o empréstimo usando o carro como garantia. Você terá que pagar parcelas para quitar este empréstimo.

Imagem por Jose Carbajal em Unsplash

Como solicitar o refinanciamento?

Para solicitar um refinanciamento de veículo, você precisa procurar por um banco ou financeira que faça esse tipo de empréstimo.

Em seguida, é importante comparar suas opções de banco. Assim, você vai saber quais têm prazos e taxas melhores.

Será preciso apresentar alguns documentos para solicitar o refinanciamento. Então, a instituição vai analisar seus dados e, caso aprovado, liberar o dinheiro na sua conta bancária.

Documentos necessários

Para solicitar um refinanciamento de veículo financiado, você precisa apresentar documentos importantes.

O primeiro deles é seu RG, além do seu CPF. Também é preciso disponibilizar um comprovante de residência, que tenha data de até 3 meses anteriores.

Outro documento é um comprovante de renda. Muitas vezes, você vai poder apresentar comprovantes seus e de outras pessoas que formam a renda de sua casa. Vale a pena conferir quais as regras da financeira sobre isso.

É a partir desses dados financeiros que o banco vai avaliar se libera o empréstimo, e também de quanto será ele.

Além disso, sua lista de documentos também deve constar os papéis do carro. São eles: o Certificado de Registro do Veículo (CRV), o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) e a Certidão de Pagamento do IPVA.

Se o veículo ainda estiver financiado, é preciso apresentar documento que mostre o valor ainda devido desse financiamento. Assim, o banco vai saber quanto do dinheiro que você deseja será usado para quitar o carro primeiro.

Pode ser que a financeira também solicite o Documento Único de Transferência do Veículo (DUT), sua CNH, certidão de nascimento, de casamento e outras. Porém, esses são documentos que variam. Então, sempre confirme o que é preciso apresentar na sua situação.

Etapas do refinanciamento

Depois de solicitar o refinanciamento de veículo financiado, será a hora de receber o dinheiro na sua conta.

A partir daí, começará a contar o prazo que a financeira apresentou para você fazer o pagamento do empréstimo.

Então, todo mês, você terá que quitar a parcela do empréstimo até o fim do contrato.

Caso deixe as parcelas atrasadas, a financeira pode entrar em contato para negociar. Se o não pagamento for feito, ela terá direito a requerer seu veículo e usá-lo para quitar a dívida.

Assim, é fundamental se planejar bem na hora de fazer um refinanciamento. Com organização, você terá mais segurança de conseguir pagar pelo empréstimo e evitar dores de cabeça.

Vantagens do refinanciamento

O refinanciamento é um modelo de empréstimo com algumas vantagens importantes.

A primeira delas é o custo do empréstimo. Nesse tipo de transação, o banco recebe o veículo como pagamento, certo? Por causa disso, a financeira tem mais segurança de que vai receber o que lhe é devido. Ou você fará o pagamento em dia, ou ela poderá usar o bem para receber de volta o que emprestou.

Dessa forma, os bancos cobram menos por esse tipo de empréstimo. A taxa de juros dessa opção é mais baixa que a de um empréstimo pessoal, por exemplo.

Ao mesmo tempo, é comum que esse tipo de empréstimo tenha um prazo de pagamento mais longo. Assim, as parcelas ficam menores, e é mais simples pagar os valores todo mês.

Outra vantagem do refinanciamento é que qualquer pessoa que tem um carro em seu nome pode solicitar este crédito.

Diferente de outros empréstimos, seu histórico no mercado não importa tanto. As financeiras têm regras menos rígidas sobre oferecer crédito para quem está com nome sujo, por exemplo.

Riscos do refinanciamento

Apesar das suas vantagens, um refinanciamento é uma operação que merece muita atenção.

Primeiro porque, se não quitar o empréstimo, você perderá o seu veículo para o banco, já que o bem terá sido dado como garantia.

Além disso, os prazos mais longos desse tipo de empréstimo podem causar a desorganização no orçamento.

Simulação do refinanciamento

Para fazer um refinanciamento de veículo de forma mais segura, vale a pena comparar várias opções do mercado.

Desse modo, será mais simples encontrar uma opção de crédito com boas condições para o seu perfil. Usar um simulador de refinanciamento de veículo pode ajudar nessa tarefa.

Colaboração da pauta:

Juros Baixos – Soluções Financeiras Online

Maria Eduarda de Souza Padilha | [email protected]

Há mais de 5 anos no mercado, o Juros Baixos é uma fintech que atua oferecendo soluções financeiras através de um marketplace de crédito e plataforma de bem-estar financeiro.

Se quer ter acesso a mais conteúdos sobre educação financeira, não deixe de conferir o blog Juros Baixos e aproveite para entrar em nossa comunidade no Discord e receber conteúdos exclusivos e ainda concorrer a premiações.

Este artigo é um oferecimento de Touchédigital Marketing OnLine
Inteligência em Marketing Digital

abrakadabra-banner
touche-presenca-online-jan21-(2)
touche-presenca-online-jan21-(3)
touche-presenca-online-jan21-(4)
touche-presenca-online-jan21-(5)
presenca-online-campanha-touche (6)
Anterior
Próximo

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (1)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (2)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (3)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (4)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (5)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (6)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (7)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (8)
vinheta-janeiro-2012-banner-v1 (9)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados

Ainda não há comentários. Deixe o seu abaixo!


Deixe uma resposta