Dia das mães. Vai ter comida?

Comida Boa na Dolce

Cinara de Liz

O primeiro alimento do ser humano costuma ser o leite materno. Considerado o melhor alimento para os bebês, não só pelas suas propriedades nutricionais, mas também imunológicas, promovendo saúde. Mães produzem um alimento completo que inicia o desenvolvimento do nosso paladar. Quando adultos, o cheirinho da comida da nossa mãe nos encanta muito e nos remete as lembranças de momentos de nossa vida.

Foto por Fauxels - pexels.com

Obviamente esse ano, por conta da pandemia, muitos enviarão seus presentes e para elas que gostam de comer temos muitas opções: cardápios especiais no delivery de vários restaurantes e cozinheiros (as) independentes, cestas de café da manhã, frutas, queijos, vinhos, chocolates e outros doces. Se ela gosta de comer, opções não faltam para alegrar o dia dela, especialmente as que estão em isolamento ou distanciamento.

Se não puder enviar nada, ligue ou fique em silêncio e envie bons pensamentos. Alimente-se de fé, esperança e amor. Exercício que toda mãe pratica diariamente e aprende assim que se sente mãe. Uma sugestão que ouvi: Que tal ir para cozinha e fazer aquela receita especial dela? Seja para presentear ou para lembrar-se daquela que nos trouxe ao mundo ou nos criou. Boa essa, não é? Tente!

Photo by National Cancer Institute on Unplash

Um pouco da história. Segundo alguns historiadores, essa data começa a ser comemorada na Grécia antiga com a entrada da primavera homenageando Rhea, a mãe dos deuses. Mas foi nos EUA que Anna Jarvis, em maio de 1908, inaugurou um memorial para sua mãe. No dia 08 de maio de 1914, o Congresso dos Estados Unidos estabeleceu que o segundo domingo do mês de maio, seria um feriado. Aqui no Brasil, o Dia das Mães passou a ser comemorado a partir de 1932, por influência do movimento feminista brasileiro.

Até a próxima!

Imagem destacada: Freepik

Artigos recomendados