Estrela da gastronomia

Renato Du Valle

O Guia Michelin é um guia turístico, tendo a primeira publicação em 1900 por André Michelin, um industrial francês co-fundador da Compagnie Générale des Établissements Michelin, fabricante de pneus mais conhecida como Michelin. O objetivo de André era o de promover o turismo para o crescente mercado automobilístico.

O guia está presente na maioria dos países europeus e em vários no mundo todo, inclusive no Brasil. O Guia é publicado em duas cores sendo que cada uma delas tem uma aplicação diferenciada.

  • O vermelho é para os hotéis e restaurantes
  • O verde é para os pontos turísticos e patrimônio naturais.

Como é elaborado o guia:

Os inspetores Michelin são selecionados e treinados para analisar anonimamente os estabelecimentos, verificando a qualidade e a regularidade dos serviços prestados. Onde tudo e todos são avaliados pelos inspetores, assim o guia descreve toda a atmosfera dos restaurantes e hotéis avaliados.

A premiação:

  • Primeira estrela, o candidato recebe quatro visitas por inspetores.
  • Segunda estrela é concedido após 10 visitas de inspetores nacionais e franceses.
  • Terceira só é alcançado após o exame minucioso de inspetores internacionais.

O guia classifica os restaurantes e hotéis em categorias, e receber uma estrela significa que ele é muito bom dentro de sua categoria. Duas estrelas representa uma cozinha excelente e vinhos de primeira classe. Três estrelas, o que há de melhor: culinária fantástica, refeições divinas, vinhos idem e, juntando o serviço de excelência, a experiência no local deve ser única.

No Brasil, temos excelentes chefes de cozinha que conseguiram suas estrelas Michelin:

D.O.M

O D.O.M, do chef Alex Atala, conseguiu duas estrelas Michelin, sendo o primeiro brasileiro a alcançar essa honraria. O estabelecimento teve início em 1999 e as estrelas foram conquistas em 2015, quando o Guia Michelin iniciou a edição brasileira.

O chef Alex Atala é conhecido por reinventar e disseminar a culinária brasileira pelo mundo.

A experiência gastronômica pode ser feita com um menu degustação que inclui a sobremesa.

O restaurante fica em São Paulo na Rua Barão de Capanema, 549, no Jardim Paulista.

Restaurante DOM. Fonte da imagem: Google

Tuju

O chef Ivan Ralston entrou recentemente para o seleto grupo de chefs brasileiros com 2 estrelas Michelin — o seu restaurante Tuju conquistou o título na edição de 2018 do guia.
Com técnicas inovadoras e ingredientes menos convencionais. Além disso, busca oferecer alta gastronomia em um ambiente mais descontraído .
O restaurante fica em São Paulo, na Rua Fradique Coutinho, 1248, em Pinheiros.

Restaurante Tuju. Fonte da imagem: Google

Oro

No Rio de Janeiro também tem um restaurante com 2 estrelas Michelin — o Oro, comandado pelo Chef Felipe Bronze.
O restaurante se define como cozinha brasileira de vanguarda, feita no fogo. Ele inaugurado em 2010 e no decorrer dos anos conquistou diversas premiações:
• 2015, obteve uma estrela Michelin
• 2018 conquistou a segunda estrela
• prêmios da Veja Rio Comer e Beber nas categorias Chef do Ano, Sommelier do Ano e Melhor Contemporâneo.
O Oro tem a brasa como elemento principal da preparação.
O restaurante fica na Rua General San Martin, 889, Leblon, Rio de Janeiro.

Jun Sakamoto

Gastronomia oriental está o Jun Sakamoto, responsável pelo restaurante de mesmo nome.
Esse estabelecimento é uma boa opção para quem deseja provar iguarias japonesas na capital paulista. O menu conta com os tradicionais sushis e sashimis, além de clássicos do chef. O ambiente é minimalista e o chef
Sakamoto recebe grupos pequenos para demonstrar o processo de preparação dos pratos.
A casa fica em São Paulo na Rua Lisboa, 55, em Pinheiros.

Restaurante Jun Sakamoto. Fonte da Imagem: Google

Maní

Helena Rizzo, única mulher entre os chef brasileiros com estrela Michelin, comanda o Maní, restaurante de cozinha brasileira, contemporânea e criativa.
Tendo opções de pratos variados e com opções de culinária vegana. Local muito harmonioso e agradável.
O restaurante fica em São Paulo na Rua Joaquim Antunes, 210, Jardim Paulistano.

Restaurante Mani Mandioca. Fonte da Imagem: Google

Oteque

O Oteque, do chef Alberto Landgraf, é mais um restaurante carioca a receber uma estrela Michelin. A honraria é recente, ela foi conquistada na edição de 2019.
Premiações:
• 2011 revelação pelo júri da Veja Comer e Beber
• 2018 vencedor na categoria Melhor Cozinha de Autor – Veja Comer e Beber
O formato do serviço é de menu degustação.
O restaurante está localizado na Rua Conde de Irajá, 581, Botafogo, no Rio de Janeiro.

Restaurante Oteque. Fonte da Imagem: Google

Ryo Gastronomia

O Ryo Gastronomia, do chef e sushiman Edson Yamashita, é mais uma opção de restaurante japonês estrelado na capital paulista.
O restaurante foi inaugurado em 2016 e segue o conceito kaiseki, com menu do dia, tendo uma sequência de pratos entre frios e quentes e uma sobremesa, sempre com ingredientes da estação e com uma bela apresentação.
Ele fica na Rua Pedroso Alvarenga, 665, Itaim Bibi, em São Paulo.

Renato Du Valle é brasileiro e casado. Tem especialização em culinária britânica e francesa. Possui MBA em gestão gastronômica o que lhe confere oferecer consultoria na elaboração de cardápios e em seus modelos de custos e precificação.

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Anterior
Próximo
Slider

Artigos recomendados