Enfim acabou!

Cinara de Liz

E um ano muito louco e triste acaba hoje. Faz pouco mais de um ano que comecei a dedicar um tempinho da minha vida, com um enorme prazer, para escrever aqui na Dolce. Logo no início estava tão empolgada para mostrar muitas coisas boas que nosso bairro tem, lugares, pratos e pessoas. Sempre fui empolgada para dividir as alegrias e as experiências boas. Mas que ano foi esse, hein?

Nossas vidas viradas de ponta cabeça. Gastronomia sofreu um impacto profundo, dificultando mais ainda um setor que emprega muita gente. Famílias que dependem desse movimento para o seu próprio sustento e dignidade. Só o delivery, para quem não tinha foco em entregas, não foi suficiente. Um belo salão demanda bom espaço, móveis, louças, decoração e gente, muita gente para trabalhar servindo, limpando, atendendo e gerenciando.

Tão delicado esse momento onde clamamos pela vida mas nela é necessário ter o seu próprio sustento. Conversando com uma amiga cujo salário entra na conta todo mês, ela me disse: “Mantenho meus pedidos por delivery normalmente como se estivesse indo aos locais de costume. É o que posso fazer para ajudar a manter meus restaurantes preferidos” Achei bacana, mas não é a realidade da maioria. E o que fazer? Vamos acompanhando os números, tentando nos preservar ao máximo, respeitando esse momento, observando que não só de uma doença o mundo padece.

Noto que pouco adianta discutir ideias, propostas se não nos empenhamos para chegar a soluções. Isso é sobre lutar para sobreviver, buscar informação em várias fontes, se manifestar com cautela, com respeito ao próximo, lembrando sempre que cada um tem sua dor, seja física ou emocional.

Compromissos assumidos muito difíceis de cumprir. Não podemos brincar, a doença existe, óbvio que temos que cuidar. Mas precisamos também nos alimentar de esperança, paciência com o próximo ou fazer silêncio a fim de encerrarmos o ano com boas reflexões e aprendizados para que tudo isso não seja em vão. Muitos vão começar do zero e a maior parte vai estar devendo.

Agradeço todas as inspirações, apoio e esclarecimentos que recebi dos lugares e de pessoas tão queridas que representam todo o nosso setor de gastronomia no bairro. Peço perdão se não compreendi alguma mensagem, se não atendi alguém ou se não mostrei algo como era esperado.

Desejo a todos que se alimentem de alegria e gratidão por estarmos aqui. Que venha um novo ano para todos! Que estejamos renovados e fortes.

Até mais!

Que não falte alimento e nem comida boa! @cinaradeliz

Cinara de Liz é moradora do Morumbi e conhece muitos lugares para se comer no bairro.

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

Artigos recomendados