Qual é o caminho para a maturidade emocional?

Ana Kekligian

O que a falta disso tem feito por você?

Você já sentiu que perdeu o controle quando algo aconteceu fora do planejado? Ou que a opinião dos outros afetou muito sua auto estima em determinada situação? Alguma vez, você vivenciou uma discussão desproporcional em resposta a uma questão pequena com seu parceiro? Pois bem, esses são alguns pontos de atenção ao falarmos de amadurecimento emocional.

Diferente do que muitos pensam, o amadurecimento emocional não tem ligação com a idade cronológica e sim, como reagimos e lidamos em determinadas situações sem sair do nosso eixo. Está ligado aos aprendizados que trazemos e não como justificamos com experiências passadas o que nos acontece ou como agimos no presente. Na verdade, o ideal é analisarmos a situação com um certo distanciamento e racionalidade para não reagirmos de forma intempestiva, buscando a melhor saída para os momentos desafiadores.

Quando estamos emocionalmente maduros, nos sentimos mais flexíveis e tolerantes aos erros e frustrações. É como se a gente enxergasse com objetividade o problema que precisamos resolver, fazendo até com que as dificuldades sejam superadas de forma mais leve. Isso melhora inclusive nossas relações, pois aquelas expectativas inalcançáveis que criamos em cima do outro diminuem ao entendermos os limites com a clareza de que não temos controle sobre quem o outro é, procurando soluções e não justificativas.

“Amadurecer é ter cuidado com o que diz, respeitar o que ouve e meditar sobre o que pensa.”
(autor desconhecido)

Pode-se dizer que amadurecimento emocional está ligado diretamente ao quanto autorresponsável nós somos. Porque uma vez que você busca culpados por coisas que acontecem, você fica dependente emocional de outras pessoas, pois somente eles poderão te salvar, a sua vida está em poder de terceiros. Por isso, nem sempre podemos dizer que o amadurecimento vem com a idade, ou que só as pessoas com mais idade são maduras emocionalmente. Isso depende do quanto você observa toda a situação e encontra a sua responsabilidade naquilo e age para mudar. Maturidade emocional está totalmente associado à sua capacidade de compreender suas emoções, conversando profundamente com elas e saindo da dor com uma ação estabelecida que não busca culpados e também não se culpa.

Conheça suas emoções e evolua com elas. Deixe de ser refém das circunstâncias, pondere antes de agir. Encontre uma maior autoconfiança tendo certeza de que nada que você sente será usado contra você mesmo. Empodere-se aceitando quem você é. Como? Através do autoconhecimento e inteligência emocional. Entenda que a vulnerabilidade é uma arma poderosa para o seu crescimento e nada tem a ver com fragilidade. Com isso, se tornará mais resiliente, com aprendizados das situações passadas, observando com um olhar mais positivo de quem conhece seu próprio potencial e sabe que é no momento presente que o que você quer, pode ser criado. Depende de suas escolhas.

E se você sente dificuldade de viver essa jornada sozinho, saiba que ferramentas do coaching podem te auxiliar durante cada passo desse caminho. Conte comigo!

“Maturidade emocional é perceber que não tenho necessidade de culpar ou julgar ninguém pelo que acontece comigo.”
(Anthony de Mello)

Ana Kekligian é palestrante, Fundadora da EBC – Empresa Brasileira de Coaching, Master Coach, Analista  Comportamental, Especialista em Inteligência Emocional e Especialista em produtividade. Atualmente com cinco importantes certificações internacionais pelo IBC – Instituto Brasileiro de Coaching: Professional & Self Coaching, Coaching Ericksoriano, Master Coach, Análise Comportamental e Inteligência Emocional. Certificado de Especialista em Inteligência Emocional pela
SBIE – Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional e Triad Certified Productivity Specialist, formada pela TriadePS.

Vasta experiência corporativa, onde atuou como executiva de marketing por mais de 18 anos em importantes empresas.
Além disso, administra outros importantes papéis: como mulher, mãe, filha, irmã, amiga e CEO de si mesma.

previous arrow
next arrow
Slider

Imagens para a publicação cedidas por Ana Kekligian

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

Anterior
Próximo
Slider

Artigos recomendados