Ninguém me entende!

Ana Kekligian

É necessário aprender a se comunicar

Muito se fala sobre a comunicação assertiva, mas é necessário reconhecer a importância da nossa forma de aprendizado, pois é a partir daí que estruturamos o pensamento e a forma como comunicamos. Você já percebeu que pessoas aprendem de formas diferentes? Uns aprendem fazendo, outros estudando e outros ouvindo? Isso acontece porque temos sistemas representacionais diferentes.

Você já se percebeu ou viu alguém exigir de outra pessoa uma performance de aprendizado igual a dele? Será que isso funciona? De toda forma, é importante saber que independente de qual for o seu sistema representacional, é possível aprimorá-lo, desenvolvendo outros sentidos para obter melhores resultados de acordo com o que está sendo exigido de você.

Para explicar um pouco sobre como isso acontece, precisamos voltar um pouco a história e te apresentar William Edward “Ned” Herrmann que é considerado o pai da tecnologia e dominância cerebral por conta de suas pesquisas e exploração do cérebro.

Através de jogos e testes, ele descobriu que possuímos 4 quadrantes no cérebro que explica a capacidade humana de aprendizado e pensamento criativo, tanto individual como em grupo. Da mesma forma como: nariz, olhos, ouvidos, boca e pele nos abrem portas para o mundo dos sentidos, eles impactam na nossa comunicação. Assim, ele identificou 4 tipos de sistemas representacionais: Visual, Cinestésico, Auditivo e Digital.

Esses sistemas são modelos mentais que compõem a PNL – Programação Neurolinguística, que é um conjunto de técnicas que ajudam a entender e modificar os processos cognitivos por meio da identificação dos padrões de linguagem que se estabelecem de forma verbal (falada) e extra verbal (corporal), responsáveis pelas nossas reações comportamentais.

Uma pessoa Visual tem raciocínio rápido e vê além do alcance, em 360 graus, por isso precisa de uma comunicação mais prática, sem muitos detalhes. Já uma pessoa que possui o sistema representacional Cinestésico é mais intuitiva e valoriza a experiência, precisa de tempo para processar.

Auditivo sabe ouvir, porém ambientes movimentados e barulhentos não contribuem para seu entendimento, pois pensa de forma mais ordenada antes de falar. E já o Digital busca lógica em tudo, o tempo todo dialogando, precisando de informações detalhadas. 

Entender o seu sistema representacional e dos outros, além de ajudar no desenvolvimento da inteligência emocional, traz maior habilidade de persuasão e negociação e fortalecimento da autoconfiança. Melhorando a comunicação com chefes, subordinados, parceiros, clientes e em todos os relacionamentos pessoais e interpessoais. Ao falar a língua do outro, você evidencia a identificação que possuem entre vocês.

Quer saber qual é o seu sistema representacional e mais sobre cada um deles?

No botão abaixo, há um link onde disponibilizo um teste totalmente gratuito que irá contribuir ainda mais com a sua jornada ao autoconhecimento. Potencialize-se.

Se você quiser ir além no seu desenvolvimento pessoal e profissional, agende sua sessão experimental também gratuita.

Ana Kekligian é palestrante, Fundadora da EBC – Empresa Brasileira de Coaching, Master Coach, Analista  Comportamental, Especialista em Inteligência Emocional e Especialista em produtividade. Atualmente com cinco importantes certificações internacionais pelo IBC – Instituto Brasileiro de Coaching: Professional & Self Coaching, Coaching Ericksoriano, Master Coach, Análise Comportamental e Inteligência Emocional. Certificado de Especialista em Inteligência Emocional pela
SBIE – Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional e Triad Certified Productivity Specialist, formada pela TriadePS.

Vasta experiência corporativa, onde atuou como executiva de marketing por mais de 18 anos em importantes empresas.
Além disso, administra outros importantes papéis: como mulher, mãe, filha, irmã, amiga e CEO de si mesma.

Slider

Imagem destacada da Publicação

Imagens cedidas pela EBC Coaching

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Anterior
Próximo
Slider

Artigos recomendados

Ainda não há comentários. Deixe o seu abaixo!


Deixe uma resposta