Não existe glamour

Chef Bruna Nascimento

Quantas vezes você já assistiu programas de TV com chefs de cozinha glamourosos? Por vezes, super bem arrumados, barba enorme, cabelos soltos, super limpinhos, unhas feitas e pintadas, às vezes maquiadas? Inúmeras, não é?

Pois bem, essa não é a realidade e está bem longe de ser. A televisão nos passa uma imagem que nós sequer podemos usar no dia a dia. Cabelos soltos? Claro que não! Pode cair na comida. Unhas pintadas? Só se você não for cozinhar, pois descasca e cai na comida, além do que, por vezes estamos com a mão até encardidas de tanto lavar louça. Maquiagem? De forma alguma! A Anvisa não permite e está correto não usar. Nossa legislação sanitária é uma das mais exigentes do mundo, e tem um porquê. Higiene e segurança alimentar são imprescindíveis na hora de ir para a cozinha.

O que acontece é que o que se passa através da mídia é que há muito glamour, que se enriquece rapidamente e que é um trabalho fácil e rápido.

Vamos começar então pela realidade das cozinhas: alguns estudam por 2 anos em uma faculdade que lhe custará praticamente um rim; outros não vão ter a mesma oportunidade e vão aprender “na raça” mesmo. Depois disso você vira estagiário, que é a pessoa que vai trabalhar horrores mas vai aprender muito (se estiver disposto é claro). Você pode vir a subir de cargo (na carteira, o salário pouco muda), então você virá um auxiliar, depois ajudante, cozinheiro e com muito esforço e dedicação, além de muitas horas de trabalho (é quase um plantão médico às vezes), você consegue chegar a chef de cozinha, e passa a ensinar aos demais todos os processos.

O caminho é longo e cheio de curvas, muitas vezes você prepara o prato mais lindo e perfeito do mundo, mas você provavelmente vai almoçar algo frio, sentado em uma escada ou de pé na cozinha enquanto tem um intervalo entre uma preparação e outra.

Muitas vezes você recebe elogios, que não chegam até você. Mas com certeza as críticas chegam em um piscar de olhos.

O que podemos pensar disso tudo? Escolha fazer o que ama acima de tudo, com ou sem glamour. Valorize aqueles que ficam até tarde de pé esperando você se acomodar no restaurante e pedir algo. E principalmente se resolver ingressar nessa profissão, fique ciente de todos os prós e contras e não se vislumbre com o glamour que não existe.

Cozinhe por amor, cozinhe como se fosse a melhor refeição que alguém vai provar, cozinhe como se fosse a última coisa que faria na vida!

A paixão move, a paixão nos faz crescer.

Imagens e vídeo cedidos pela Chef Bruna Nascimento

Chef Bruna Nascimento é formada em Gastronomia pela Estácio de Sá; Trainee pela Alain Ducasse Formation; Pós-graduada em Gastronomia Funcional pela Famesp e tem também os cursos “A arte de cozinhar como um Chef” pela Le Cordon Bleu SP, “Confeitaria Fina e Panificação” pela Academia Bunge Pro e “Padaria Artesanal” pelo Projeto Estado de SP Lu Alckmin. É membro da Federação Italiana de Chefs e Cozinheiros.

 

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-julho21-banner-(1)
vinheta-julho21-banner-(2)
vinheta-julho21-banner-(3)
vinheta-julho21-banner-(4)
vinheta-julho21-banner-(5)
vinheta-julho21-banner-(6)
vinheta-julho21-banner-(7)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados