Educando com amor e disciplina

Cynthia Passianotto

Ao educarmos filhos podemos também desenvolver o perfil de pais que queremos ser

 

1- Elogie mais, castigue menos

As crianças gostam de agradar (na maior parte do tempo). E querem ser notadas. Se você recompensar o comportamento desejável, elas o repetirão para agradar. Um abraço, um sorriso, demonstrar interesse pelo que fazem, essas são as maiores recompensas que você pode dar.

2- Seja razoável nas suas expectativas

Crianças as vezes não entendem certas noções como as de “arrumado”, “depressa”, “quieto”, “espera”, “que modos são esses?” Dê-lhes tempo e oportunidade para aprender.

3- Guarde o “não” para quando for realmente preciso

Seu filho precisa de que você lhe estabeleça limites. Se tudo for permitido, ele ficará muito confuso e atrapalhado. Mas decida-se, de uma vez, o que é mais importante. Seu filho aprenderá mais depressa se as regras não forem muitas. Se você passa o dia reclamando dele, talvez esteja se preocupando com coisas insignificantes.

4- Invente coisas para distrair

Geralmente é fácil desviar a atenção de uma criança de alguma coisa que você não quer que ela faça para outra coisa que ela possa fazer. Distrair não é “ceder” e pode operar maravilhas.

5-Mantenha -se firme naquilo que é importante

Gritar e ameaçar não adianta nada. As crianças aprendem depressa a ignorar o dizer constante de: “se você mexer na minha bolsa, leva um tapa”. Isso acaba não significando coisa alguma.

6-Procure ser coerente

Isso, naturalmente, varia de acordo com sua paciência. Mas você não pode, um dia, abraçar o seu filho porque alimentou o gato e no dia seguinte, xingar porque ele derrubou a comida do gato para fora do prato.

7- Não se preocupe com os seus erros

É claro que as vezes você vai perder o controle e gritar, sem que haja, realmente motivo para isso. Não se preocupe. Se a atmosfera geral no lar for agradável e amorosa, seu filho captará os sentimentos positivos.

8-Peça desculpas a seu filho, se o castigou sem razão

Não tenha vergonha de dar uma explicação a seu filho toda vez que se exceder por estar cansada ou mal-humorada. Um beijo ou uma conversa faz esquecer a briga e ajuda a criança a aprender a pedir desculpas também.

9- Castigue imediatamente quando o comportamento for inadequado

Nunca ameace de tratar do caso mais tarde, ou deixe o castigo para ser dado pelo outro, seja pai ou mãe. E lembre-se bater ou gritar não adianta e você acaba perdendo o respeito. O castigo tem que ser coerente com o que a criança aprontou. Se riscou a parede faça limpar, se deixou de estudar para a prova para jogar videogame confisque o mesmo por uns dois dias.

Photo by CDC on Unsplash
Cynthia Wood Passianotto  é psicóloga e escreve quinzenalmente na Dolce Morumbi. Acompanhe a Cynthia também em suas Redes Sociais: @cynthia_wood_passianotto @crescendoeacontecendo

Volta às aulas - Anglo Morumbi

A alegria voltou juntamente com os nossos alunos de forma híbrida. Estamos felizes e com muita esperança de que este ano será diferente e muito especial. Estamos atentos e seguindo todos os protocolos de saúde para que tudo seja feito com muito cuidado e segurança.
Bem-vindos!

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

Anterior
Próximo
Slider

Artigos recomendados