Procrastinação não é preguiça!

Ana Kekligian

Entenda as raízes e como o gerenciamento das emoções pode ajudar neste comportamento

Adiar uma tarefa sem motivo específico, passar horas na tela do celular, deixar uma tarefa inacabada enquanto começa outra… a lista de comportamentos das procrastinadoras é extensa. E é bem provável que você se encaixe vez ou outra em algum deles.

Com a chegada da pandemia de Covid-19 se pode observar um crescimento de pessoas com a saúde mental prejudicada. O fato de passar mais horas do dia em casa fez com que o nosso lazer, descanso e trabalho tomassem um único espaço.

Isto impactou diretamente nos comportamentos e, sem que muitas pessoas tivessem tempo para absorver os acontecimentos, a tendência a procrastinar pode ter aparecido em situações em que a ansiedade estava aflorada.

A procrastinação está diretamente associada à dificuldade de gestão de emoções e não de gestão de tempo.

Não confunda: a preguiça não é a grande vilã da história das procrastinadoras. Este comportamento tende a vir à tona causado por um mix de questões emocionais e físicas. Porque, além da falta de gestão das emoções, a raiz deste comportamento está ligada ao desenvolvimento evolutivo.

Duas partes do cérebro competem pelo controle e esta batalha é disputada entre o sistema límbico e o córtex pré-frontal.

O sistema límbico é uma parte mais antiga do cérebro, está ligado ao nosso comportamento de sobrevivência básica e a recompensas instantâneas, como a busca pelo prazer e o “lutar ou fugir”. Já o córtex pré-frontal passou por uma evolução mais recente, se comparado ao sistema límbico, e atua em comportamento mais complexos como o planejamento e a projeção do futuro.

E é aqui que questões emocionais e físicas se fundem!

Quando você tem fortes emoções que geram estresse ou ansiedade, elas podem se sobressair e tomarem conta das suas ações, ou seja, o seu sistema límbico vai procurar por recompensas imediatas, como por exemplo: comer sem fome, conversas fora de hora, entrar em sites de compras, se perder no WhatsApp. Ou seja, fazer coisas mais prazerosas ao invés de necessárias ou importantes.

Talvez nesse momento você possa se lembrar de situações em que parou o que estava fazendo e buscou uma distração porque merecia aquele momento, não é mesmo?

Além disso, outro estudo importante foi realizado recentemente pela Revista Científica Frontiers in Neuroscience e indica que as mulheres estão mais propensas à procrastinação na hora de dormir.

E o que isto significa?

Na prática, devido à grande sobrecarga de trabalho, a mulher começa a procrastinar as tarefas importantes do seu dia, priorizando afazeres rotineiros no lugar daquilo que realmente faria a diferença na sua vida.  Se perde na rotina desorganizada, por autocobrança, perfeccionismo e exagera na quantidade de tarefas que abraça no dia a dia.

Com isso, quando chega o horário de descansar, é bem possível que queira ter algum tempo de lazer e acabe assistindo um filme, passando horas no celular ou algum outro tipo de lazer, para compensar. Porém, isto acaba tirando horas preciosas do seu sono, o que só irá atrapalhar o rendimento do dia seguinte. 

Sem contar que a privação de sono a longo prazo pode gerar outros problemas emocionais e físicos, potencializando a procrastinação e que pode se estender para outros comportamentos negativos.

Temos aqui 3 sugestões para enfrentar a Procrastinação: Atenção Plena, Autocompaixão e Priorização de Tarefas.

Segundo um estudo realizado pela revista científica International Journal of Applied Positive Psychology, a Atenção Plena traz diversos benefícios a saúde e um deles é a maior probabilidade de manter o foco em uma tarefa durante um maior tempo. Para isso recomendo que, quando forem realizar uma atividade que demanda maior concentração, utilize uma música Binaural para estudar. Elas emitem ondas sonoras que ativam a parte de concentração do cérebro.

Já a Autocompaixão é benéfica porque, quando você aprende a se perdoar, começa a perder o medo de falhar durante a realização das tarefas. Pesquisas mostram, que pessoas que reconhecem suas falhas e se perdoam, tem uma menor tendência a procrastinar. Se critique menos e se ame mais.

Juntamente com estas duas sugestões, recomendamos a Priorização de Tarefas e a organização de uma agenda diária. A partir do momento em que você se dispõe a entender o que de fato é importante e não foge de suas tarefas, cria um fluxo produtivo e constante de realizações pessoais e profissionais. Reorganize também a sua rotina, pois não é tudo que devemos realizar todos os dias, distribua as tarefas pessoais e profissionais em uma única agenda para administrá-las de forma equilibrada e saudável. Esteja no controle de sua vida ou estará descontrolada.

E aí? Preparada para implantar esta mudança em sua vida?

Sempre esteja disposta a dar o primeiro passo, é assim que alcançará seus objetivos. Pare de correr e comece a andar. Saia do automatismo e se reorganize. No entanto, se você realmente estiver com problemas mais graves diante deste comportamento, não hesite em me pedir ajuda.

Afinal, se autoconhecer e se cuidar é um caminho que você percorrerá durante toda a sua vida. Aproveite a estrada e construa sempre a sua melhor versão.

Ana Kekligian é Master Coach de Desempenho e Especialista em Inteligência Emocional com foco na vida pessoal e profissional. Idealizadora da EBC (Empresa Brasileira de Coaching). Atualmente, possui cinco importantes certificações internacionais pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching): Professional & Self Coaching, Coaching Ericksoniano, Master Coach, Inteligência Emocional e Análise Comportamental. Conta também com a certificação de Especialista em Inteligência Emocional pela SBIE (Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional), Especialista em Produtividade com: Triad Certified Productivity Specialist, formada pela TriadPS e Master Analista Comportamental pelo Instituto ILG. Atuou por quase 20 anos no mercado corporativo como executiva de marketing com destaque para o marketing direto e publicitário. E é CEO de suas emoções.

BANNER ASSESSMENT 2
AUTOCONHECIMENTO PARA MULHERES
previous arrow
next arrow

Imagem destacada da Publicação

Assine

Nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossos últimos artigos.

Conheça nossa política de privacidade

vinheta-dolce-setembro21-banner-(1)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(2)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(3)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(4)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(5)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(6)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(7)
vinheta-dolce-setembro21-banner-(8)
Anterior
Próximo

Artigos recomendados